O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 23 de novembro de 2014

Santo André 1 x 1 Botafogo-SP - Um gol em cada tempo em decisão equilibrada Pantera abriu o placar com Caíque na primeira etapa. No início do segundo tempo, Paulo Octávio empatou para o Ramalhão. A decisão fica para o próximo domingo, em RIbeirão Preto

por Agência Futebol Interior


São Caetano do Sul, SP, 23 (AFI) - Na primeiro jogo da grande decisão da Copa PaulistaSanto André eBotafogo não conseguiram abrir vantagem e ficaram no empate em 1 a 1, na manhã deste domingo, no Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul.
Como o Botafogo tem melhor camapanha, o segundo jogo da grande final acontece no próximo domingo, às 10 horas, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. É importante lembrar que na final da Copa Paulista o gol fora de casa não é critério de desempate. Portanto, se houver outro empate, por qualquer resultado, o título será decidido nos pênaltis.
PANTERA NA FRENTE!
O primeiro tempo do primeiro jogo da grande decisão no Anacletto Campanella teve momentos distintos. Na primeira metade da etapa inicial, o Botafogo não se intimidou mesmo jogando na casa do adversário e comandou as ações, e marcando muito forte em cima da saída de bola do Santo André, o que deu resultado. Logo aos 11 minutos, Carlão roubou a bola e serviu Caíque, que, na cara do gol, bateu rasteiro para abrir o placar.
Caíque abriu o placar para o Botafogo logo aos 11 do primeiro tempo
Caíque abriu o placar para o Botafogo logo aos 11 do primeiro tempo
Empolgado, o atacante Caíque quase fez o segundo na sequência, aos 14 minutos. Ele tabelou com Carlão e bateu rasteiro, no canto esquerdo, o goleiro Neto conseguiu um desvio providencial com a ponta dos dedos e a bola saiu para escanteio. O Bota recuou e, aos poucos, o Santo André foi se soltando e equilibrou as açoes. Da metade até o fim do primeiro tempo foi o time da casa que teve mais chances. O time do ABC teve duas principais chances para marcar.
Uma aos 22, com o experiente Rodriguinho, que quase marca de cabeça. A outra, no final, aos 41, quando Renatinho desperdiçou um cruzamento sozinho, dentro da área. Apesar de dominar a partida da metade até o fim da primeira etapa, o Ramalhão não conseguiu empatar.
EMPATE LOGO NO INÍCIO
O gol que faltou ao Santo André nos primeiros 45 minutos veio na segunda etapa, logo aos dois minutos. O lateral Paulo Otávio infiltra e, dentro da área, recebe ótimo passe. Ele dá um toque sútil por cima do goleiro e empata o jogo. Após o gol, o time da casa continuou melhor, atacando mais, mas finalizava pouco e o jogo perdeu em qualidade e emoção.
Jogadores disputam a bola na área
Jogadores disputam a bola na área
Tanto que outro lance de perigo só veio aos 35 minutos. Micael levanta a bola na área, ninguém desvia e ela passa com muito perigo para o goleiro João Lucas. Quase a virada do Ramalhão. O Botafogo só foi responder aos 45, quando Oliveira quase marcou em chute forte de direita, que passou raspando o travessão. O time de Ribeirão Preto ainda tentou uma pressão final, mas o empate persistiu e o árbitro apitou o fim do jogo.


FICHA TÉCNICA

Fase
Final
Rodada
1ª rodada
Data
23/11/2014
Horário
10h00
Local
Estádio Anacleto Campanella - São Caetano do Sul (SP)
Árbitro
Vinicius Furlan

Renda
R$ 6170,00 de renda
Assistentes
Danilo Ricardo Simon Manis e Alex Ang Ribeiro

Público
937 torcedores
Cartões Amarelos
Santo André: Paulo Octávio, Luis Matheus
Botafogo: Baratella

Gols
Santo André: Paulo Octávio 2' 2T
Botafogo: Caique 11' 1T
Santo André
Neto;
Alex Travassos (Carlinhos), Jonas, Luis Matheus e Paulo Otavio; 
Andre Bilinha, Jackson, Guilherme Garré e Maicon (Pedro); 
Renatinho (Micael) e Rodriguinho.
Técnico: Ivan Izzo
Botafogo
João Lucas; 
Arnaldo (João Vitor), Igor, Carlos Henrique e Augusto Ramos; 
Gimenez , Baratella, Rafael Chorão (Gabriel Nunes) e Vitor (Oliveira); 
Caíque e Carlão.
Técnico: Alexandre Ferreira



SÉRIE B: Vasco garante o acesso, Icasa cai e Joinville a um empate do título A Ponte Preta desperdiçou a chance de encostar no líder e perdeu para o América-MG

por Agência Futebol Interior


Campinas, SP, 22 (AFI) – O Campeonato Brasileiro da Série B conheceu mais um promovido para a Série A na tarde deste sábado. Somente nesta 37ª rodada, o favorito Vasco garantiu matematicamente o acesso ao empatar por 1 a 1 com o Icasa, no Maracanã. O resultado também rebaixou o time cearense. Na luta pelo título, a Ponte Preta vacilou e perdeu em casa para o América-MG, permitindo que o Joinville, com um empate por 1 a 1 com o Luverdense, ficasse a um ponto de ficar com o troféu.
Joinville a um empate do título
Joinville a um empate do título
Com a presença de quase 60 mil pessoas no Maracanã, no maior público da competição, o Vasco saiu de campo vaiado, mas com o empate por 1 a 1 com Icasa, garantiu a terceira posição, com 63 pontos e, consequentemente, o seu retorno para a Série A do ano que vem. O Icasa acabou rebaixado. O time de Juazeiro do Norte está com 40 pontos, na 18ª posição e não consegue mais chegar no América-RN, 16º colocado, com 43 pontos, mas com 12 vitórias contra dez dele.
Líder da competição, o Joinville apenas empatou, por 1 a 1, com Luverdense, na Arena Joinville e chegou aos 70 pontos. O time de Hemerson Maria, entretanto, acabou se dando bem, já que a sua concorrente ao título, Ponte Preta, perdeu por 1 a 0 para o América-MG, em Campinas, ficando parada no segundo lugar, com 68 pontos. Assim, se empatar com o Oeste, em Itápolis, na última rodada, o time catarinense garante o título, por ter duas vitórias a mais que a Macaca – 21 a 19.
A Ponte Preta praticamente deu adeus ao título diante do América-MG
A Ponte Preta praticamente deu adeus ao título diante do América-MG
Com a vitória, o América-MG segue na sua busca pelo G4 e subiu para a sétima posição, com 58 pontos. Já o Luverdense, não corre mais riscos de rebaixamento e ocupa a 14ª posição, com 47 pontos.
O quarto colocado segue sendo o Boa Esporte. O time de Varginha venceu o Oeste por 1 a 0 e subiu para os 59 pontos, dependendo apenas de si na última rodada, quando enfrentará o Icasa, em Juazeiro do Norte, para garantir o acesso. O time de Itápolis, porém, fica sufocado, com chances de rebaixamento, na 15ª posição, com 45 pontos.
O quinto colocado é o Atlético-GO, que bateu o Sampaio Corrêa por 2 a 1, em São Luís. O time de Wagner Lopes tem os mesmos 59 pontos do Boa Esporte, mas perde no número de vitórias - 18 contra 17. O time maranhense é o nono colocado, com 53 pontos.
O sexto colocado é o Avaí, que derrotou o santa Cruz, por 1 a 0, em pleno Arruda e chegou aos mesmos 59 pontos do Boa Esporte e do Atlético-GO, ficando atrás apenas pelo número de vitórias - 18 contra 17 e pelo número de gols pró inferior ao do Dragão - 52 contra 46. O time pernambucano dá adeus as chances de de subir e está na décima posição, com 52 pontos.
Ainda com chances mínimas de acesso, o Ceará derrotou a já rebaixada Portuguesa por 2 a 1 e subiu para a oitava posição, com 57 pontos. A Lusa tem apenas 25 pontos e não tem mais chances de deixar a última colocação.
Confira os resultados da 37ª rodada
América-RN
1
x
0
Náutico
Bragantino
1
x
1
Paraná
Vila Nova-GO
3
x
5
ABC
Ponte Preta
0
x
1
América-MG
Vasco da Gama
1
x
1
Icasa
Joinville
1
x
1
Luverdense
Boa Esporte
1
x
0
Oeste
Santa Cruz
0
x
1
Avaí
Sampaio Corrêa
1
x
2
Atlético-GO
Ceará
2
x
1
Portuguesa

Ex-técnico do River se especializa em calar torcidas e é campeão da Série C


Josué Teixeira, ex-técnico do River, conquistou seu segundo título na temporada 2015. 

Foto: Tiago Ferreira/ Ascom Macaé Esporte

Neste sábado (22), em Belém (PA), o Macaé (RJ), comandado por Josué, empatou em 3 a 3 com o Paysandu e ficou com o título. O jogo de ida terminou em 1 a 1. 

Em maio, no comando do River, Josué Teixeira empatou com o Piauí em 2 a 2 e depois em 0 a 0, garantindo o título do Campeonato Piauiense ao Galo. Trunfo para o treinador, que chegou no meio da competição para substituir Evair. 

Teixeira foi para a Série D com o River, mas os resultados não se repetiram e o time não vencia em casa. O treinador acabou demitido e foi para o Macaé. 

Enquanto o River não passava da primeira fase na quarta divisão nacional, o Macaé avançava na terceira. Ficou com a quarta e última vaga no seu grupo.

Nas quartas-de-final, empate sem gols em casa e 1 a 1 contra o Fortaleza (CE), calando o lotado Castelão. Vaga na Série B já garantida.

Nas semifinais, 4 a 0 logo de cara contra o CRB e empate sem gols em Alagoas, para cumprir tabela. 

Agora, a final com dois empates, tal qual o River contra o Piauí e o próprio Macaé na decisão da vaga contra o Fortaleza. O que não significa que Josué Teixeira tenha jogado com o regulamento debaixo do braço. 

Contra o Paysandu, o time fluminense buscou a vitória. E o treinador foi decisivo com suas substituições, buscando o contra-ataque fora de casa, ignorando o tremor das arquibancadas do Mangueirão. 

Josué Teixeira saiu do Piauí depois de provar que poderia levar o River ao título, mas sem realizar o sonho de tirar o Galo da Série D. Deixou saudades pela competência e simpatia. Agora deve ir para a Série B com o Macaé. Se um dia voltar ao futebol piauiense, tomara que já tenhamos dado um passo adiante para estarmos a altura de receber o treinador de volta. 

Com Thomaz Bellucci, Desafio Brasil vs Argentina em Teresina é prévia da Copa Davis


Thomaz Bellucci, tenista número 1 do Brasil e 67 do Ranking da ATP - que reúne os principais do mundo na modalidade -, desembarca no próximo dia 26 de novembro em Teresina para realizar parte de sua pré-temporada para o ano de 2015. Dentre as muitas competições que irá disputar no próximo ano, está a Copa Davis, que acontece em março. Nela, a equipe brasileira vai enfrentar a Argentina, em Buenos Aires.



Enquanto a competição não chega, Thomaz Bellucci vem à capital piauiense para uma prévia do que vai acontecer na casa dos hermanos. Ele está na disputa do Desafio Internacional Brasil vs Argentina, que acontece entre os dias 27 e 29 de novembro, na Radical Tennis, localizada na zona Leste de Teresina.



Thomaz Bellucci é a principal atração do evento, que também contará com a presença do terceiro melhor brasileiro no ranking da ATP, André Ghem, e dos argentinos Guido Andreozzi e Martin Alund. No desafio, estará em jogo o prêmio de 50 mil reais.



"O desafio é importante para o nosso Estado, pois está trazendo jogadores renomados para elevar o nível do tênis local. O público também vai poder ter esse contato com o tênis de alto nível. Isso, envolvido com a rivalidade histórica entre Brasil e Argentina, torna tudo mais bacana", explica Fábio Encina, diretor do evento.



O Desafio Brasil vs Argentina terá início sempre às 18h30 e contará com cinco jogos, entre partidas de simples e duplas. O evento é uma realização da Totaline e tem patrocínio de Wilson, SulAmérica, Unimed, Metropolitan Hotel e apoio da Prefeitura de Teresina.


Fonte: assessoria  |  Editor: Orlando Portela

Ascamte fica em quarto no Brasileiro de Basquete em cadeira de rodas Em Brasília, equipe piauiense perde duas seguidas e sonho do acesso é adiado. Na semifinal, time é derrotado pelo ADF-PA por 56 a 38. Campanha tem duas vitórias

Por Teresina

Ascamte no Campeonato Brasileiro de Basquete em Cadeira de Rodas (Foto: Divulgação/CBBC)Ascamte no Campeonato Brasileiro de Basquete em Cadeira de Rodas (Foto: Divulgação/CBBC)
O time da Associação dos Cadeirantes do Município de Teresina (Ascamte) terminou o Campeonato Brasileiro de Basquete em cadeira de rodas na quarta colocação. No último jogo da equipe, na disputa de terceiro lugar, derrota para o ADF-PA por 56 a 38. Com o resultado, o time não conquista acesso à elite do torneio, mas se mantém na segunda divisão. 
Na semifinal, a Ascamte foi derrotada pelo CIDEF, do Rio Grande do Sul, por 57 a 52. Antes, o time piauiense havia vencido seus dois jogos classificatórios. O primeiro contra o próprio CIDEF, por 57 a 52, e o segundo contra a ONG Sem Fronteiras, do Rio de Janeiro, por 62 a 39. 
A Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro de Basquete em Cadeira de Rodas reuniu mais de 120 atletas paralímpicos em Brasília. Foram 18 partidas realizadas durante cinco dias de competição, que teve a participação de nove equipes do Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Piauí, Goiás, Pará e Distrito Federal. ADR-SP ficou com o título, com CIDEF-RS em segundo. Os dois times avançaram à primeira divisão.

Abelhas Rainhas atropelam, fazem 9 a 0 no Tigre e pegam Fla-PI na final Em Picos, equipe não toma conhecimento do Tiradentes-PI e aplica sonora goleada. Com vaga antecipada, time garante liderança e encerra classificatória com a Raposa

Por Teresina

Vilma, Abelhas Rainhas (Foto: Josiel Martins )Vilma é destaque e marca cinco dos nove gols (Foto: Josiel Martins )
O retorno a casa fez bem para as Abelhas Rainhas. Em Picos, no Estádio Helvídio Nunes, a equipe fez seu primeiro jogo da Copa Piauí de Futebol Feminino no Estádio Helvídio Nunes pela quinta rodada da competição. Pena do Tiradentes-PI, que levou sonoros 9 a 0. Com cinco de Vilma, dois de Juliana, um de Letícia e outro de Taciana Saana, as Abelhas Rainhas alcançaram os 12 pontos.    
Com a goleada, a equipe conquista com uma rodada de antecedência a vaga para a decisão do estadual feminino. O adversário será o Flamengo-PI, que venceu o São Paulo Star Pink por 3 a 2. Antes da decisão, Abelhas e Raposa se encontram pela última rodada da fase classificatória, marcada para o próximo sábado, no Albertão, às 16 horas.  
Na última rodada, o time de Picos precisa de um simples empate com a equipe rubro-negra para manter a liderança e conquistar o direito de disputar o segundo jogo da decisão em casa, no Helvídio Nunes, e ter a vantagem de jogar pelo empate na grande final.  
Eliminados, São Paulo e Tiradentes-PI acompanham de longe o protagonismo das Abelhas Rainhas e Flamengo-PI e  fazem a partida de despedida da Copa Piauí Feminina também no sábado, às 18 horas.