O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

segunda-feira, 2 de março de 2015

FUTEBOL SÊNIOR EM PARNAÍBA - PIAUÍ

Neste domingo(01) deu-se início ao returno do Campeonato Cinquentão de Parnaíba, após uma parada no período carnavalesco, uma organização da L.P.F.S - Liga Parnaibana de Futebol Sênior.

Se enfrentaram no Campo da Cobrasil, Velha Guarda e Bradesco, este jogo foi marcado na última segunda-feira, na terça-feira as equipes foram avisadas que o jogo seria sábado, a equipe do Bradesco  não poderia jogar sábado, aceitava jogar domingo, pois participa de outros campeonatos.

No sábado um dos integrantes do Bradesco o Val me ligou sábado para transferir o jogo para outra data pois o presidente do Bradesco Daé, não iria levar o time a campo, como faltavam menos de 24h00 do jogo, eu falei tudo bem!!!, Mais imagine a situação que você estar me deixando.

Uns 2m depois Val volta a ligar dizendo que iria pra campo, pois o Iranildo iria levar o time, eu agradeci por terem contornado a situação.

No domingo a equipe do Bradesco enta em campo somente com 8 jogadores em campo e valentes foram pra batalha, conseguiram estar vencendo o jogo por 1 x 0 gol de Campos, logo em seguida Luizinho adoece, e a equipe do Bradesco fica reduzida somente com 7 jogadores, mais é quase impossível em uma partida de futebol vencer uma partida com o 7 jogadores, foram bravos e valentes os jogadores do Bradesco, lutaram até esgotarem as forças.

O velha Guarda que não tinha nada com a história, completo e com reservas, aos poucos foi minando as forças da equipe do Bradesco e goleou por 7 x 1, gols de Flávio Louzeiro(2), Flávio Mazulo(1) um golaço de cobertura. Gino Lira(1), isco Pinto(1), Francisco Pinto, Miranda(1) e Chico fachou a goleada.

Para os jogadores do Bradesco.

Amadeus L. F. Filho

Iranildo de Sales Melo

Luiz  S. do Nascimento

José dos Santos da Silva

Luiz Campos de Macêdo

José Raimundo Madalena Rodrigues

José Valdenir L. de Maesquita

Cláudio Cardoso da Silva

Paulo R. dos Santos Silva

Nossos parabéns pela honradez, para os outros que seguiram o mal exemplo do presidente Daé e de outros, nosso desprezo.

O presidente do Bradesco Daé, simplesmente jogou o nome do Bradesco na lama, isso não se faz, pois milito no futebol desde 1973, e nunca tinha visto um presidente fazer uma palhaçada deste com sua própria equipe.

O mais lindo de tudo, que os homens que estavam em campo, não se retiram, somente o Luizinho que saiu, mais voltou mesmo machucado.

Neste campeonato a L.P.F.S - Liga Parnaibana de Futebol Sênior vai homenagear estes 9 guerreiros.

Lances da partida

 O jogo ficou fácil, que tinha torcedora do Velha Guarda fazendo crochê 
Neto, gerente do Estacionamento Nossa Senhora Aparecida, por trás da Loja Insinuante, Rua Duque de Caxias - Centro
Serejo, mesmo doente entrou a fez a sua parte
Um verdadeiro sandwich 
Flashes Fumanchú

domingo, 1 de março de 2015

Flamengo-PI vence amistoso contra Maranhãozinho e vê inicio positivo Jarbas e Naylan marcam na vitória da equipe por 2 a 0 no amistoso de pré-temporada e jogadores aprovam ritmo em campo e se dizem preparados para o Piauiense 2015

Por Teresina

Tuta e Jarbas durante treino no Flamengo-PI (Foto: Emanuele Madeira/GLOBOESPORTE.COM)Jarbas garante bom início de temporada no Fla-PI (Foto: Emanuele Madeira/GLOBOESPORTE.COM)
Crises a parte, o Flamengo-PI cruzou os limites do Maranhão para encarar um amistoso contra a equipe da cidade de Maranhãozinho, 540 km de Teresina, e sair com a vitória por 2 a 0 com gols de Jarbas e Naylan. Após o primeiro duelo da pré-temporada, o time volta para casa com uma experiência positiva sobre a preparação e com pressa para ajustar os erros a tempo da estreia.
Oportunista pode ser um bom título para ser dado a Jarbas. O meio campo do rubro negro piauiense iniciou os amistosos da pré-temporada buscando reafirmar seu espaço no time. Com um gol marcado na vitória da equipe, o experiente meia observou um time consistente para iniciar as disputas no Campeonato Piauiense.
- Tirando pelo amistoso foi bem produtivo. A movimentação foi bem positiva, o adversário veio forte, tivemos ainda o obstáculo da chuva. Claro que tivemos erros, mas no saldo geral foi positivo – avaliou o jogador.
Jarbas não tem a função de marcar gols e deixou isso claro, mas não seria por esse motivo que deixaria de marcar. Desde 2013 no Flamengo-PI ele reafirma, dentro de campo, o bom momento do clube que contou com uma preparação física forte para a temporada.
- Sabemos que teremos dificuldades, mas para o começo de campeonato o time esta excelente. A gente trabalha em prol de fazer sempre o melhor, o gol não é a função da gente, mas se houver a oportunidade buscamos fazer para ajudar grupo – definiu.

O Flamengo-PI estreia no Campeonato Piauiense no dia 14 de março contra a equipe do 4 de Julho, na arena Ytacoatiara, em Piripiri.

Batista Filho admite Paolo Rossi como melhor escolha para o Piauiense 2015 Após negativas dos nomes de Paulo Moroni e Edson Porto para dirigir o Parnahyba no Campeonato Piauiense, presidente observa Paolo Rossi como esperança de título

Por Teresina

Batista Filho, presidente do Parnahyba (Foto: Renneé Fontenele/portalazulino)Batista Filho da voto de confiança a Paolo após campanha na segunda divisão do cearense 
(Foto: Renneé Fontenele/portalazulino)
A diretoria do Parnahyba acertou na tarde desse domingo a contratação do técnico Paolo Rossi para o comando do time no Campeonato Piauiense 2015. Com a equipe já montada previamente pela diretoria, o técnico chega para administrar e sugerir alguns reforços pontuais ao clube. Se apresentando essa semana para iniciar os trabalho, o Batista Filho vê com o novo técnico uma ótima oportunidade do clube se manter entre os grandes do futebol piauiense.
O presidente do time azulino, Batista Filho, confirmou a contratação do novo técnico. Estreando no próximo dia 15, o presidente não negou a tentativa de acerto com outros nomes mais conhecidos do futebol piauiense, mas se mostrou satisfeito com a escolha do novo técnico.
- O Paolo Rossi apesar de ser novo, jogou o Campeonato Piauiense a carreira toda e recentemente foi campeão da segunda divisão do cearense, apesar do Paolo não ter tanta experiência mostrou um grande trabalho no São Benedito e vem para somar – justificou.
Durante toda a semana, Batista filho buscou o acerto com dois outros nomes também conhecidos do futebol piauiense. Paulo Moroni, bicampeão com o Parnahyba em 2012 e 2013 e também Edson Porto, que na temporada 2013 ficou com o vice-campeonato piauiense dirigindo o River-PI. 
 Assim, para a diretoria, o fato de Paolo conhecer bem o time que está treinando e também a dificuldade do Campeonato Piauiense se apresentou como um bom nome para dirigir o Parnahyba.
- Ele já conhece o campeonato e os jogadores do plantel. Com toda certeza, estamos montando um time para buscar o título, sabemos que River-PI e Piauí saíram na frente, mas vamos correr atrás – afirmou o dirigente.

O Tubarão estreia no Campeonato Piauiense contra o Piauí, dia 15 de março, no estádio Verdinho.

Após eliminação, Abelhas Rainhas ganham férias pensando no estadual De olho na Copa do Brasil de 2016, dirigente do clube afirma que falta de tempo para encaixar time foi fatal para eliminação precoce diante de adversários mais preparados

Por Teresina

Abelhas Rainhas na Copa Piauí de Futebol Feminino (Foto: Josiel Martins )Abelhas Rainhas voltam somente em agosto para disputar a Copa Piauí de Futebol Feminino 2015
(Foto: Josiel Martins )
O tão sonhado título para as Abelhas Rainhas ficou pelo caminho em 2015. Eliminadas na segunda fase da Copa do Brasil após a derrota para o Kindermann por 3 a 1, as Abelhas Rainhas agora vão dar um tempo. Buscando novos desafios, as atletas ganham férias e retornam para a preparação do estadual de olho na Copa do Brasil de 2016.
Com um caminho muito mais difícil que no ano de 2014 quando foi semifinalista da Copa do Brasil, as Abelhas Rainhas não resistiram ao poderio tático das adversárias que caíram em seu caminho. Primeiro o esquema forte do Viana e depois o implacável Kindermann abafaram o enxame que não teve muito tempo para se organizar em campo, o que foi fatal.
- Diferentes do ano passado, e respeitando as outras equipes, esse ano pegamos times mais preparados taticamente. Para nossa infelicidade não conseguimos encaixar nosso time a tempo – lamentou Quitéria Alves, presidente das Abelhas Rainhas.
As atletas que moram na cidade ou nas regiões próximas, voltam para casa e passam pouco mais de um mês de férias. As atletas contratadas também voltaram para casa e somente em caso de nova classificação para a Copa do Brasil.

- Agora vamos dar um tempo, uma folga. Como nossa competição é só a partir de agosto, vamos cuidar de movimentar elas um mês antes com um torneio de futsal. Nosso objetivo se tornou vencer o estadual para conquistar a vaga mais uma vez para a Copa do Brasil – afirmou a dirigente.

Livre no mercado, Hernane Brocador acompanha clássico em Natal Após conseguir liberação do Al Nasr, da Arábia Saudita, atacante assiste partida entre ABC e América-RN. Empresário do Brocador é o mesmo de atacante Alfredo

Por Natal

O atacante Hernane Brocador esteve neste domingo no Estádio Frasqueirão, em Natal. O jogador acompanhou o clássico entre ABC e América-RN e foi visto saindo do vestiário do Alvirrubro no intervalo da partida. O ex-jogador do Flamengo evitou falar com a imprensa e disse apenas que estava na capital potiguar "a passeio".  Ele assistiu ao jogo ao lado de Carlos Moura Dourado, gerente de futebol do Mecão.
Hernane - ABC x América-RN (Foto: Carlos Cruz/GloboEsporte.com)Hernane (de boné) assistiu ao clássico ao lado de gerente de futebol do América-RN (Foto: Carlos Cruz)

Conhecido pela boa fase no Flamengo durante o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil de 2013, o Brocador retornou ao Brasil na última terça-feira após conseguir liberação do clube árabe na justiça e estaria em busca de uma nova equipe para jogar no futebol brasileiro. O empresário do jogador é Paulo Pitombeira, o mesmo dos atacantes Emerson e Alfredo e dos laterais Marcelinho e Arthur Henrique, que integram o elenco do América-RN.

A presença de Hernane causou alvoroço entre os torcedores americanos, mas oGloboEsporte.com apurou que o jogador está apenas de férias com a família em Natal e uma possível negociação é impossível de acontecer no momento pelo patamar do atleta.

Com coro por "Walter", Flu vence, tira Fla do G-4 e encerra série de derrotas Atacante entra no fim do jogo e participa de gol de Wellington Silva; mesmo atuando mal, Tricolor passa pelo Resende e volta ao grupo de classificação

Por Volta Redonda, RJ

Foi com sofrimento, bolas na trave para os dois lados e bem longe de uma boa exibição, mas o Fluminense saiu de Volta Redonda com três pontos e pôs fim à série de duas derrotas consecutivas no estadual. No estádio Raulino de Oliveira, a vitória por 1 a 0 sobre o Resende – gol de Wellington Silva, aos 42 minutos do segundo tempo – aliviou a equipe que iniciou o jogo pressionada, fora do G-4 e na sexta posição. Agora com 15 pontos, o Tricolor tirou o Flamengo do grupo de classificação e chegou ao quarto lugar – o Rubro-Negro foi derrotado pelo Botafogo em clássico no Maracanã.
A vitória tem um pouco da participação dos poucos mais de mil torcedores tricolores, que pressionaram o técnico Cristóvão e pediram Walter em campo. O atacante atuara pela última vez no próprio Raulino de Oliveira, na derrota por 2 a 1 para o Volta Redonda, dia 18 de fevereiro. Com poucos minutos em campo, o jogador participou do lance do gol, ao chutar de primeira após passe de Fred, para finalização de Wellington Silva – que estava em posição legal.
De resto, o Fluminense mostrou pouco futebol. As melhores lances saíram de chutes de fora da área e em bolas cruzadas para a área. É verdade que Fred, pouco acionado, sofreu pênalti não marcado, mas o desespero levou o torcedor tricolor a pedir em coro a entrada de Walter. Na próxima rodada, um novo clássico para o Fluminense. O time enfrenta o líder Botafogo, domingo, às 18h30, no Maracanã, enquanto o Resende joga no sábado contra o Nova Iguaçu, no Laranjão, às 15h30.
Wellington Silva Fluminense (Foto: Nelson Perez / Fluminense)Wellington Silva comemora o gol da vitória, após cruzamento de Waletr (Foto: Nelson Perez / Fluminense)
Rua Giovanni Oliveira
A estreia como titular do garoto Gerson começou promissora. O meia usava a canhota para organizar as jogadas e aproveitava o bom entrosamento com Kenedy para levar o Fluminense à frente. O lance de maior perigo tricolor acabou saindo meio sem querer. Giovanni avançava pela esquerda e cruzou alto. A bola encobriu o goleiro do Resende, bateu no travessão e pouco depois da linha do gol, sem entrar. Se o lateral-esquerdo tricolor ameaçou nesse lance, era pelas costas dele, com a lenta cobertura de Victor Oliveira, que o Resende ameaçava.
Em bonita jogada, Geovane Maranhão recebeu completamente sozinho – Giovanni se atrasava na recomposição da defesa – e cruzou para Jhulliam completar para o gol, de primeira. Apesar da jogada bem feita, o árbitro acertou ao anular, pois o jogador do Resende estava impedido. Em outro lance curioso, o Fluminense chegou com perigo e quase marcou. Kenedy dominou na canela e a bola acabou à feição para Vinicius. O chute saiu forte, mas não entrou. Era a segunda bola no travessão.
Pênalti em Fred
O Fluminense tinha um domínio maior da partida no início do segundo tempo. Em outro cruzamento, agora pelo lado direito, Fred foi segurado pela camisa pelo zagueiro Rogério. O árbitro não marcou o pênalti, e o atacante tricolor reclamou muito. As bolas perigosas contra Cavalieri saíram de jogadas aéreas. Em uma delas, Henrique desviou para trás e obrigou o goleiro tricolor a voar para evitar o gol contra. Em outra, Gabriel dominou e girou de voleio, colocando a bola na trave.

Perto dos 30 minutos, Cristóvão atendeu aos torcedores e colocou Walter em campo. O carismático atacante foi bloqueado na primeira finalização e depois viu de perto Henrique errar a cabeçada, mesmo sozinho na área do Resende. O gol do desafogo veio no fim, em toque de Fred para Walter, que pegou de primeira, cruzado, para Wellington Silva escorar para a rede. Foi o gol do "ufa" tricolor.

Flamengo bate o Peñarol e encara o Pioneros, do México, no Final Four Rubro-negro vence o terceiro jogo seguido no quadrangular semifinal da Liga das Américas e encara mexicanos nas semifinais. Bauru e Peñarol fazem outra semifinal

Por Mar del Plata, Argentina

Laprovitolla Flamengo X Halcones Rojos, liga das americas de basquete (Foto: Marcelo Figueras / FIBA Americas)Laprovittola foi o responsável pela última bola do jogo (Foto: Marcelo Figueras / FIBA Americas)
A Liga das Américas pode ter novamente uma final brasileira. Classificado para o Final Four da competição continental após vencer o Trotamundos no sábado, o Flamengo carimbou seu passaporte como primeiro do seu grupo a vencer na noite deste domingo o argentino Peñarol, por 88 a 86, em Mar del Plata, na Argentina. O time do Rio de Janeiro chegou a abrir 22 pontos no terceiro quarto, mas sofreu com um apagão na defesa e no ataque, e brigou no último quarto para manter o resultado, que chegou a ficar em 86 a 86 a seis segundos do fim.
Com o resultado, o rubro-negro evitou um confronto brasileiro em uma das semifinais, e irá encarar o mexicano Pioneros de Quintana Roo em busca de uma vaga na final e o direito de brigar pelo bicampeonato. O Bauru, outro brasileiro no Final Four, pega justamente o Penãrol, equipe de Mar del Plata.

O Final Four da Liga das Américas acontece nos dias 14 a 15 de março, mas ainda não tem sede definida. Existe a chance de ser sediado no Rio de Janeiro, como foi no ano passado, quando o Flamengo foi campeão em cima do Pinheiros. O próprio time da Gávea já admitiu a intenção de ser sede. O Bauru também cogitaria receber a fase decisiva, que terá dois jogos semifinais e a grande decisão, além da disputa de terceiro lugar. O Pioneros também pode ser o anfitrião.
O cestinha do jogo foi Léo Gutierrez, do Peñarol, com 20 pontos. Ele ainda teve quatro rebotes e quatro roubos de bola. Do lado do Flamengo, Laprovittola fez 18 pontos e deu três assistências. Marquinhos foi outro destaque com 15 pontos. Felício fez 11, enquanto Marcelinho e Herrmann anotaram nove.
flamengo x penharol basquete (Foto: Divulgação/FIBA)Ginásio recebeu bom público em Mar del Plata (Foto: Divulgação/FIBA)

O JOGO
O duelo começou com muitos erros dos dois lados. No Flamengo, Laprovittola teve bom começo com cinco pontos e uma bola de três, e Olivinha também, com duas cestas de quadra e três rebotes. No Peñarol, Boccia, com seis pontos, praticamente mandava no jogo argentino. Faltando pouco menos de três minutos, o Flamengo tinha 20 a 13. Em apagão, porém, Giddens cravou e o Peñarol encostou no placar, trazendo para 20 a 17. Antes do fim do período inicial, o rubro-negro se acertou e com Olivinha fechou em 22 a 17.

Herrmann começou o quarto anotando dois pontos para o Flamengo, seu sexto no jogo: 24 a 19. O time argentino, porém, não deixava o Flamengo à vontade, mantendo-se próximo do placar. José Neto descansou Marquinhos, Olivinha e Meyinsse e colocou em quadra Benite, Gegê e Cristiano Felício, além de Marcelinho na vaga de Laprovittola. Com metade do quarto, o Flamengo seguia com vantagem de sete pontos, vencendo por 28 a 21. Díez, na bandeja, trouxe para 28 a 23, mas Marcelinho, em resposta imediata, colocou bola de três pontos: 31 a 23. Mesmo com uma rotação constante, o Flamengo mantinha o ritmo e não dava chances para o Peñarol colocando 11 pontos de frente após bela assistência de Gegê: 36 a 25. No dois minutos finais, o Fla ainda abriu mais com Herrmann, e chegou a 45 a 30.
O terceiro quarto começou com bola de três de Marcelinho. A vantagem chegou a ficar em 22 pontos. Sem diminuir o ritmo, o Flamengo chegou aos dois minutos de período com 53 a 31 e com Herrmann de cestinha com nove pontos. Campeão olímpico ao lado de Herrmann, em 2004, Léo Gutierrez, agora no Peñarol, anotou seus primeiros pontos em bola de três. Bem à frente do placar, o rubro-negro passou a trabalhar com mais tranquilidade a posse de bola, e Laprovittola, em lance para três pontos, fez 64 a 44. No ataque seguinte, Léo Gutierrez mandou para três pontos também: 64 a 47. No minuto final, Cristiano Felício "rejeitou" Giddens com um belo toco. O Fla foi para o quarto final vencendo por 69 a 52.
flamengo x penharol basquete (Foto: Divulgação/FIBA)Herrmann anotou nove pontos no duelo
(Foto: Divulgação/FIBA)
Querendo engrossar o jogo, o Peñarol trouxe a diferença para 13 pontos, em 70 a 57, mas Cristiano Felício, em assistência de Marquinhos, cravou em cima da marcação. Em seguida, o próprio Marquinhos foi para lance de cesta e falta, e o Flamengo voltou a abrir: 74 a 59. Com o aproveitamento melhor nas bolas de três pontos, o Peñarol seguia tentando uma reação, e Konsztadt colocou 77 a 64 no placar faltando seis minutos. O que parecia um jogo tranquilo passou a ficar complicado nos cinco minutos finais, quando os argentinos trouxeram a desvantagem para oito pontos com Léo Gutierrez. 
Díez, em bola de três, colocou 79 a 72. Gegê descontou, mas Gutierrez, em nova bola de três, colocou fogo no jogo: 81 a 75 com três minutos por jogar. Errando mais duas posses de bola, o rubro-negro levou quatro pontos seguidos e viu virar pó a vantagem: 81 a 79. Em lance livre, os argentinos trouxeram para apenas um ponto o revés. E os dois minutos finais foram tensos. Meyinsse, em "tocaço", evitou a virada rival, mas no ataque seguinte Olivinha desperdiçou ao pisar na linha. Faltando um minuto, o placar ainda tinha 81 a 80 e com a posse para o Flamengo. Laprovittola, na infiltração, fez 83 a 80. Em trocas de faltas e lances livres, Gegê desperdiçou um e os argentinos empataram em 86 a 86 faltando seis segundos. Com a última posse, Laprovittola conseguiu arremessar no segundo final e o Flamengo venceu em 88 a 86.
ESCALAÇÕES E PONTUAÇÃO
Peñarol: Konsztadt (16), Léo Gutierrez (20), Leiva (12), Boccia (8), Giddens (2), Dowell (0), Diez (9), Massarelli (11), Fernandez (0), Baron (0) e Giorgetti (8). Técnico: Fernando Rivero.

Flamengo: Herrmann (9), Laprovittola (18), Marquinhos (15), Olivinha (8), Meyinsse (3), Marcelinho (9), Danielzinho (0), Benite (7), Chupeta (0), Gegê (7), Felício (11) e Mingau (0). Técnico: José Neto.

Partida da Liga Espanhola termina com briga generalizada entre jogadores Atletas e comissões técnicas de Bilbao e Baskonia se desentendem em quadra após falta dura de Shengelia em Dejan Todorovic e revide deste último

Por Bilbao, Espanha

A partida entre Bilbao e Baskonia pela Liga Espanhola foi marcada por uma grande confusão envolvendo jogadores de ambas as equipes. Após falta dura de Shengelia, do Baskonia, em Dejan Todorovic, o atleta do Bilbao revidou o lance com uma agressão, iniciando uma briga no canto da quadra. Rapidamente, jogadores e membros das comissões técnicas dos dois times entraram em conflito, causando enorme tumulto, que durou cerca de 5 minutos.
O lance aconteceu a sete segundos do fim da partida, e, após o tumulto, os árbitros expulsaram Shengelia, Dejan Todorovic e todos os suplentes de Bilbao e Baskonia. Por conta das expulsões, os últimos sete segundos de jogo foram jogados com quatro atletas de cada lado e os bancos de reserva vazios.O Bilbao venceu o duelo por 91 a 75.

Briga basquete espanhol Bilbao x Baskonia (Foto: Reprodução Youtube)Jogadores de Bilbao e Baskonia trocam agressões em quadra (Foto: Reprodução Youtube)

Jogadas de craque: LeBron dá toco e "caneta" no "xará" Harden. Assista! Ala do Cleveland Cavaliers aprontou duas seguidas sobre ídolo do Houston Rockets, no último minuto da primeira etapa. Contudo, texanos vencem o confronto

Por Houston, EUA


O último minuto do primeiro tempo do duelo entre Houston Rockets e Cleveland Cavaliers deixou frente a frente dois dos maiores astro da atualidade. Os "xarás" LeBron James e James Harden travaram um confronto pessoal por duas vezes, com êxito em ambas as situações para o ala dos Cavs (assista ao vídeo acima). No primeiro momento, ele aplicou um toco no barbudo. Na sequência, após ficar com um rebote ofensivo, deu uma "caneta" no ala-armador, ao passar a bola por debaixo das pernas do ídolo local.

No embate entre o terceiro colocado do Oeste contra o terceiro do Leste, os texanos levaram a melhor e venceram a franquia de Ohio, na prorrogação, por 105 a 103, graças a dois lances livres errados por King James, faltando 4.2 segundo para o fim.

 LeBron James James Harden Cleveland Cavaliers x  Houston Rockets (Foto: Getty Images)LeBron James lamenta desperdício de dois lances livres decisivos (Foto: Getty Images)

JOGOS DE AMANHÃ PELO MUNDO

Mineiro

Em breve20:00
-
Escudo PadrãoTombense

Goiano

Em breve20:30
-
Escudo PadrãoCRAC

Amazonense

Em breve21:00
Operário-AMEscudo Padrão
-
Escudo PadrãoNacional-AM

Italiano

Em breve16:45
-

Espanhol

Em breve16:45
CeltaEscudo Padrão
-
Escudo PadrãoElche