O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 22 de janeiro de 2017

FUTEBOL SÊNIOR EM PARNAÍBA

Neste final de semana no Campo do Curtume Cobrasil teve dois jogos pelo IV Campeonato Cinquentão de Parnaíba, uma organização da L.P.F.S - Liga Parnaibana de Futebol Sênior.

No sábado 16h00 teve Velha Guarda e Neves Tintas, foi um jogo bem disputado onde as equipes jogavam a procuravam o gol a cada instante.

Velha Guarda
 Neves Tintas
Árbitro Carlos Alberto

Jogando somente o verdadeiro futebol, mais uma vez o Velha Guarda joga com desfalque na sua meta, jogando com um jogador improvisado, logo no início sofreu um gol de Edvaldo com uma falha referido jogador, mas ainda n primeiro tempo em um belo gol, Eduardo empata a partida.

Como na competição qualquer jogo que termine empatado terá a decisão da partida em cobranças de pênaltis, nas cobranças a equipes do Neves Tintas saiu vencedora, e ganhou mais um ponto.

Lances de Velha Guarda e Neves Tintas

Jogo de domingo

A velha rivalidade esteve em campo Nova Parnaíba e Bradesco se enfrentaram mais uma vez, e desta vez foi fácil para o time do Bairro dos Artistas, o Nova Parnaíba goleou o Bradesco por 4 x 0, três gols de Tererê e um de Nildo.

Bradesco
 Nova Parnaíba
Chico Manjuba, Miguel e Iranildo


Classificação

1º Neves Tintas - 5 pontos em dois jogos

2º Velha Guarda - 4 pontos em dois jogos

3º Nova Parnaíba - 3 pontos em dois jogos

4º Rachão da Cobrasil - Não pontuou, deve um gol em um jogo

5º Bradesco - Não pontuou, deve 4 gols em um jogo

Próximos jogos

Próximo sábado 

Neves Tintas e Bradesco - árbitra Eliete

Próximo domingo

Nova Parnaíba e Rachão da Cobrasil, aqui o bicho vai pegar, pois os dois times treinam entre si terça e quinta - árbitro Renato.

MP e Polícia investigam suposta irregularidade com jogador da Copinha

Gazeta Esportiva

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
A suposta irregularidade que envolve a documentação do jogador Brendon, do Paulista, na disputa da Copa São Paulo, já superou a esfera esportiva. Na noite deste domingo, em nota oficial, a Federação Paulista de Futebol (FPF)  confirmou as investigações envolvendo o caso. Além disso, colocou que Ministério Público e a Polícia estão trabalhando juntos para resolver a situação.
“A Federação Paulista de Futebol informa que recebeu denúncia referente a uma suposta irregularidade no registro do jogador Brendon, do Paulista Futebol Clube LTDA. Todas as informações e notícias relacionadas ao caso já estão sendo apuradas com todo rigor pela corregedoria e ouvidoria da FPF, pelo Ministério Público e pela Polícia. Nesta segunda-feira, a FPF voltará a se manifestar com uma definição”, explicou a nota da entidade.
A polêmica começou quando o Batatais entrou com ofício na FPF pedindo apuração de uma possível adulteração de idade de Brendon, do Paulista. Segundo a denúncia, o atleta estaria usando os documentos de outra pessoa e não teria idade para disputar a Copinha. Dentro de campo, no confronto entre os semifinalistas o time de Jundiaí sobrou em campo e marcou 5 a 1 na manhã deste domingo.
Em entrevista ao Mesa Redonda, da TV Gazeta, Alberto Luiz de Souza, empresário de Brendon, explicou que conhece o atleta desde o ano passado. Em conversa após a polêmica, ele falou que o jovem assegura a veracidade de seus documentos.
Batatais entrou com ofício pedindo apuração da FPF (Foto: Reprodução/Facebook)
Batatais entrou com ofício pedindo apuração da FPF (Foto: Reprodução/Facebook)
“Temos que aguardar o desenrolar, para ver o que vai acontecer, mas o próprio Paulista entrevistou o garoto, falou sobre esse fato. Eu falei também, hoje mesmo, ele citou que não tem nada a ver e não deve nada. O garoto disse que estava tranquilo. O Batatais está no direito de pedir esclarecimentos, é complicado”, afirmou.
Representantes do Paulista estiveram na Arena Barueri para acompanhar a definição da outra semifinal da Copinha em que o Corinthians eliminou o Juventus. O clube de Jundiaí aguarda uma posição sobre o caso.
O artigo 25 do regulamento da Copa São Paulo fala sobre o caso de atletas atuarem com idade adulterada. “Caso seja comprovado, tanto durante quanto após a realização da Competição, que algum atleta inscrito tenha participado com documentação adulterada ou informação falsa, o Clube do atleta infrator será eliminado da Competição em curso e poderá ser excluído de suas 05 (cinco) próximas edições”, explica o texto.

Veterano Nenê recebe chuteira de ouro da Copa Flórida

Gazeta Esportiva

O meio-campista Nenê continua sendo uma referência no elenco do Vasco comandado pelo técnico Cristóvão Borges. Na Copa Flórida, encerrada neste sábado, nos Estados Unidos, o jogador foi considerado novamente um grande destaque e, inclusive, ganhou a chuteira de ouro da competição por ter sido o artilheiro.
Nenê marcou dois gols no torneio. Ele recebeu o estiloso troféu no Aeroporto de Orlando, pouco antes da volta da delegação para o Brasil.
O Vasco encerrou a Copa Flórida na terceira colocação. Na competição, o time carioca obteve duas vitórias, contra Barcelona-EQU e River Plate-ARG, e acabou goleado na semifinal diante do Corinthians.

Altos fecha empréstimo e acerta com Jeremias, meio-campo do Atlético-PR Jogador chega ao time piauiense para repor elenco que teve baixas durante pré-temporada. Diretoria procura atacante no mercado até estreia na Copa do Nordeste

Por Teresina
Jeremias, meio-campo (Foto: Divulgação)Jeremias pertence a equipe de base
do Fucarão (Foto: Divulgação)
O Altos anunciou a contratação do meio-campo Jeremias, atleta do time sub-23 do Atlético-PR, neste domingo. O vínculo com o clube piauiense é através de empréstimo até outubro desde ano. O jogador chega ao Altos atendendo um pedido do técnico Francisco Diá, que sentiu a necessidade de ter no elenco alguém com função de segundo-volante.
Jeremias deixou o Porto-PE em março de 2015, quando se mudou para Curitiba e passou a fazer parte do time sub-19 do Atlético-PR. No ano passado, subiu para a equipe sub-23 do Furacão. Jeremias treina com o Altos nesta segunda-feira. 
A contratação de Jeremias diminui as baixas sofridas pelo Altos na pré-temporada. Quatro atletas foram desligados do clube por não se adaptarem ao estilo proposto do técnico Francisco Diá. Nessa leva, foram lateral Apodi, o meia Rafael Piauí e os atacantes Hudson e Américo. 
A diretoria do clube deve anunciar até terça-feira a chegada de mais um atleta ao clube, que deve ser um atacante. A estreia do Altos na temporada é nesta quinta-feira, às 20h30 (horário local), contra o Moto Club, em São Luís, pela Copa do Nordeste. 

Tubarão faz 4 em amistoso, mas Tonet reclama: "Não agradou as finalizações" Parnahyba goleia Palmeiras, no Duduzão, com gols de Ramon, Sideval, Dunga e Gabriel. Técnico aprova lado tático, porém avalia: conclusão precisa ser melhorada

Por *Colaborou Gláucio Júnior, de Parnaíba
Parnahyba, amistoso  (Foto: Glaúcio Júnior )Parnahyba vence o segundo amistoso da pré-temporada (Foto: Glaúcio Júnior )
Assim como no primeiro amistoso, o Parnahyba venceu por 4 a 0 a equipe do Palmeiras de Luís Correia, no estádio Duduzão, litoral do estado, na tarde deste domingo. Em preparação até a estreia no Campeonato Piauiense, a equipe de Fernando Tonet no primeiro tempo repetiu boa parte dos jogadores utilizados contra a seleção amadora de Buriti dos Lopes. Ramon, Sideval, Dunga e Gabriel marcaram os gols do Azulino. 
A exigência do professor também se repetiu de um amistoso para outro. As jogadas de finalizações receberão destaque no cronograma de treinos de Tonet. 
- Taticamente gostei. A transição da defesa para o ataque, mas não me agradou as finalizações. Durante o campeonato, não pode cometer esses erros porque faz falta. Tomo muito cuidado para desenhar os treinos para não pecar nenhum setor. Hoje, tirei as conclusões que precisamos melhorar o último toque - analisou, em entrevista à rádio Alvorada FM. 
Tonet entrou com o goleiro Alex; os laterais Thiago Granja (direito) e Sideval (esquerdo); os zagueiros Alan Rosário e Gilmar Bahia; o meio campo com Ramon, Pio e Gabriel; e o ataque com Dunga, Yerien e Da Silva. 
No segundo tempo, o técnico fez apenas quatro mudanças: Denis no lugar de Granja, Hugo na vaga de Da Silva, Puxinha no ataque com a saída de Yerien, e Luciano na posição de Pio. A estratégia de fazer poucas mudanças é para formar a equipe-base do estadual.  
Parnahyba, amistoso  (Foto: Glaúcio Júnior )Equipe titular do Parnahyba no amistoso contra o Palmeiras-PI (Foto: Glaúcio Júnior )

- Avaliação boa, dentro do esperado. Primeiro jogo, a tendência era sentir o cansaço dos treinos físicos nos dois períodos diretos. Nesse segundo jogo, procuramos descansar os jogadores antes da partida e alterar menos o time para não desestruturar taticamente. E agradou. Ainda pecamos nas finalizações, precisamos corrigir do meio para frente, qualificar mais o trabalho par não fazer falta durante o campeonato - analisou Tonet. 
A partida de estreia do Parnahyba no Campeonato Piauiense seria dia 1º de fevereiro. Porém, o Comercial-PI, adversário da primeira rodada, desistiu do estadual. Assim, a estreia doo Tubarão é somente no dia 11 de fevereiro, contra o 4 de Julho. Tonet quer fazer mais dois amistosos e reforçar o elenco. 
- Ainda estamos atrás de mais um centroavante e um meia para a gente ter uma equipe competitiva. Não é que a gente não tenha (uma equipe competitiva), mas a gente precisa de peças para repor ao longo dos jogos do campeonato - disse Tonet. 
Parnahyba, amistoso  (Foto: Glaúcio Júnior )Parnahyba, amistoso (Foto: Glaúcio Júnior )

Com trio no ataque, Picos vence amistoso e mostra estilo de Lancuna Composição do Zangão em duelo contra Paulistana dá sinais de perfil ofensivo do técnico, destaque em 2016. Raphael Freitas e Candinho marcam no 2 a 1 no Helvídio

Por *Colaborou Leo Leal, de Picos
O técnico Nivaldo Lancuna mostrou que o perfil ofensivo do Picos no Campeonato Piauiense será o mesmo do Altos, seu ex-clube onde se destacou na temporada passada. Isso foi visto no primeiro amistoso do Zangão na pré-temporada, realizado na noite de sábado, no estádio Helvídio Nunes, contra a seleção de Paulistana, vencido pelo time auriverde por 2 a 1 - gols dos atacantes Raphael Freitas e Candinho, ambos no primeiro tempo. A dupla de ataque ainda teve Lucas Guma, atuando pelo lado direito do campo. 
A formação de Lancuna no primeiro tempo contou com o goleiro Amaral; os laterais Jean (direito) e Neguinho Paraíba (esquerdo); os zagueiros Júnior Soares e Alenilson; a dupla de volantes Guilherme Pitbull e Fred; o meia Idelvando; e o trio de ataque: Candinho (pelo lado esquerdo), Lucas Guma (direito) e Raphael Freitas, atuando centralizado.
Picos amistoso  (Foto: Arquivo Pessoal/Guilherme Adolfo )Picos amistoso (Foto: Arquivo Pessoal/Guilherme Adolfo )

Ainda no primeiro tempo, Andson entrou no lugar de Jean. No segundo tempo, Lancuna usou outros 10 jogadores do elenco: o goleiro Murilo; os zagueiros Leleu e Danilo Sirqueira; o lateral Rian; os volantes Jefersson Piauí e Douglas Carioca; o meio-campo Henrique; o meia Samuel; e os atacantes Felipe e Rosivaldo. Na etapa final do amistoso, a seleção de Paulistana descontou com Ramon, e Candinho ainda desperdiçou um pênalti. 
O Picos tem 10 dias até a estreia do Campeonato Piauiense. A equipe joga na primeira rodada contra o River-PI, dia 31 de janeiro, no estádio Helvídio Nunes. 

Com melhor defesa da Copinha, Paulista goleia Batatais e vai à final

Gazeta Esportiva

Detentor da melhor defesa da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Paulista garantiu a vaga na grande decisão neste domingo ao golear o Batatais por 5 a 1, no Jayme Cintra, em Jundiaí. Nem mesmo a chuva atrapalhou os planos dos donos da casa, que contaram com o grande apoio da torcida para assegurar a elástica vitória na semifinal da competição.
O Paulista entrou em campo com apenas um gol sofrido nesta Copinha. Apesar de levar o segundo contra o Batatais, o time provou que não chegou até este estágio do torneio à toa, atropelando os rivais e tendo a oportunidade de conquistar o bicampeonato, já que o clube também foi campeão em 1997, em cima do Corinthians.
Agora, o Galo da Japi aguarda o confronto ente Juventus e Corinthians, que acontece às 19h45 (de Brasília), em Barueri, para saber quem será seu adversário na grande final da 48ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior.
Paulista contou com o grande público no Jayme Cintra para golear o Batatais e ir à final da Copa São Paulo de Futebol Júnior (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)
Paulista contou com o grande público no Jayme Cintra para golear o Batatais e ir à final da Copa São Paulo de Futebol Júnior (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)
O jogo – O Paulista tratou de aproveitar o melhor momento na partida no início do jogo para sair na frente. Logo aos 13 minutos, em cobrança de escanteio de Brayan, Maurílio subiu mais do que todos na área para cabecear de maneira precisa e abrir o placar debaixo de chuva em Jundiaí.
Apesar do gol do Paulista, foi o Batatais quem passou a dominar as ações depois dos primeiros 15 minutos. Precisando correr atrás do prejuízo, o time começou a chegar com perigo e quase empatou com Wislem, que após boa troca de passes bateu de esquerda, balançando as redes do lado de fora.
No fim da etapa inicial os jogadores do Batatais foram mais faltosos e colocaram o Paulista em boa posição para ampliar a vantagem no placar. Mais tranquilos por estarem na frente, os donos da casa pecaram na posse de bola, mas foram para o intervalo mais próximos da classificação para a grande decisão da Copa São Paulo Júnior.
Voltando para a etapa complementar o Paulista foi cirúrgico e aproveitou a primeira oportunidade que teve para se colocar em uma posição ainda mais favorável no confronto. Logo no primeiro minuto Molter aproveitou a falha de defesa do Batatais para finalizar dentro da área. A bola ainda bateu na trave, mas morreu no fundo do gol, colocando os donos da casa com dois gols de vantagem na semifinal.
O gol relâmpago do Paulista no início do segundo tempo abalou o Batatais, que não mostrou reação e deu ainda mais espaço para os donos da casa decidirem o jogo. Primeiro foi Brayan quem chegou às redes, aos 17 minutos, após cortar o marcador e bater cruzado. No minuto seguinte Molter fez seu segundo gol, aproveitando o cruzamento de Alemão e transformando a vitória em goleada.
Sem nada a perder o Batatais foi para cima e após bate-rebate dentro da área o juiz marcou pênalti para os visitantes por conta de um carrinho de Enzo. Na cobrança o goleiro foi para um lado e Douglas Pote finalizou do outro, descontando para a sua equipe.
Não satisfeito com os três gols de vantagem, o Paulista ainda chegou ao quinto gol com Matheus Sylvestre, que recebeu bom passe de Criciúma e empurrou para as redes, sacramentando assim a grande classificação do Paulista à decisão da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Com susto no fim, Brasil vence o Paraguai e fica perto de classificação

Gaeta Esportiva

Aposta de Rogério Micale, o meia Matheus Sávio foi um dos destaques na vitória brasileira (Foto: CBF/ Divulgação)
Aposta de Rogério Micale, o meia Matheus Sávio foi um dos destaques na vitória brasileira (Foto: CBF/ Divulgação)
A Seleção Brasileira sub-20 deu um grande passo na tarde deste domingo rumo à sua classificação para a segunda fase do Campeonato Sul-Americano da categoria, disputado no Equador. Diante do Paraguai, em duelo realizado no Estádio Bellavista, na cidade de Ambato, a equipe nacional abriu 3 a 0, mas relaxou e viu o adversário marcar duas vezes no final da partida. No fim, Matheus Sávio, Richarlison e Felipe VIzeu garantiram o triunfo por 3 a 2, enquanto Jesus Medina diminuiu o prejuízo paraguaio.
Com o resultado, a Seleção disparou na liderança do Grupo A, com sete pontos ganhos em três jogos, podendo chegar ao hexagonal final até com derrota na última rodada. Os paraguaios, por sua vez, amargam a lanterna da chave, com apenas um ponto, e precisam vencer seus próximos dois compromissos para ficar com uma das três vagas. No encerramento da rodada pelo Grupo A, Equador e Chile empataram por 1 a 1.
Maior ganhador do torneio, com 11 títulos, o Brasil encerra sua participação nesta primeira fase diante da Colômbia, na próxima terça-feira, às 22h15 (de Brasília), na cidade de Riobamba. Já o Paraguai volta a campo para enfrentar o Chile, no mesmo dia e local, mas às 20 horas.
O jogo – O Brasil começou ligeiramente melhor e por pouco não abriu o placar aos 11 minutos do primeiro tempo, quando Richarlison recebeu na esquerda da área, após boa jogada de Matheus Sávio, e mandou na trave do goleiro Arzamendia.
Sem espaço no meio, a Seleção voltou a ser perigosa pela lateral. Aos 27, Richarlison venceu a marcação na ponta esquerda, foi à linha de fundo e cruzou. Vindo de trás, Léo Jabá bateu de primeira, mas o arqueiro paraguaio fez a defesa à queima roupa.
Por causa de uma falha do goleiro Caíque, o Paraguai quase inaugurou o marcador em Ambato, aos 31 minutos. Em chute sem força e de longe, o camisa 23 do Brasil espalmou para frente. No rebote, o atacante rival perdeu chance incrível ao mandar para fora, com o gol praticamente aberto.
O Brasil estava mesmo com sorte. Aos 37, em cobrança de falta na intermediária pela direita, o flamenguista Matheus Sávio contou com um desvio da barreira para enganar o goleiro paraguaio e marcar o primeiro gol da partida. Mesmo sem realizar uma grande apresentação, a equipe nacional descia ao vestiário satisfeita com a vantagem.
E voltou dele ainda melhor. Sem dar qualquer brecha para o Paraguai buscar o empate, a Seleção chegou ao segundo gol logo aos 11 minutos. Após chutão de Caíque, Felipe Vizeu desviou de cabeça na intermediária e deixou Richarlison na cara da meta adversária. O atacante do Fluminense deu um leve toque para tirar do goleiro e ampliar para o Brasil.
A situação ficaria ainda mais tranquila aos 13, quando o paraguaio Villalba cometeu falta dura em Robson e acabou advertido com o cartão vermelho. Com a vantagem numérica, o Brasil não demorou a fazer o 3 a 0: aos 19 minutos, Léo Jabá saiu na cara do goleiro, mas preferiu tocar para Vizeu, que, em melhores condições, só empurrou para o gol.
A Seleção não diminuiu o ritmo e continuou exercendo pressão. No entanto, foi o Paraguai que marcou o quarto gol da partida. Douglas Luiz colocou a mão na bola dentro da área, após falta cobrada pelo time rival. Na cobrança, Jesus Medina bateu no canto esquerdo de Caíque e diminuiu o prejuízo.
O próprio Medina voltaria a balançar as redes brasileiros aos 45 minutos do segundo tempo. O paraguaio, na ponta direita da intermediária, percebeu Caíque adiantado e arriscou. O goleiro brasileiro foi encoberto, mas a Seleção segurou a vitória nos acréscimos.

Corinthians domina o Juventus e tentará décimo título na Copinha

Tomás Rosolino São PauloSP
Apoiado por quase 90% do estádio, o time do Corinthians não conseguiu impor sua tradicional pressão inicial sobre o adversário, parando na firme marcação do Juventus, principalmente no meio-campo. Apesar disso, foi notável o domínio corintiano ainda com o placar zerado, rodando a bola a todo momento entre esquerda e direita para buscar um espaço na defesa adversária. O time da Mooca, por sua vez, apostava na velocidade de Cesinha para puxar contra-ataques, mas não conseguiu executar seu plano.
Os primeiros lances de perigo do Timão vieram com Marquinhos, em chute de fora da área, e Mantuan, dentro da área, após falha do bom zagueiro Gustavo. Ambos, porém, optaram por um chute rasteiro e foram parados por boas defesas do goleiro Vitor Omena, sem soltar a bola.
Quando o arqueiro juventino não conseguiu agarrar, porém, o Alvinegro não perdoou. Aos 34 minutos, em boa jogada do ataque, Guilherme Romão deu lindo passe por elevação para Pedrinho, já dentro da área, dando início à receita infalível do clube para o gol: Pedrinho e Carlinhos. O camisa 7 dominou o passe e chutou forte, cruzado. Omena espalmou e a bola ficou na medida para Carlinhos, sem qualquer marcação, empurrar para a rede.
Contra-ataques acabam com qualquer chance de reação
O segundo tempo começou com uma boa chance do Juventus, aos três minutos, quando Dener encontrou Moicano dentro da área. O atacante girou sobre a marcação e bateu forte, mas parou em boa defesa de Filipe. Ali parecia que o time da Mooca colocaria uma pressão em busca do empate, mas o lance seguinte já jogou um balde de água fria na equipe.
Após escanteio mal cobrado, a bola ficou com Pedrinho, que acionou Marquinhos rapidamente. O avante correu livre e tocou para Fabrício Oya. O meia limpou a marcação e bateu de chapa, já dentro da área, parando em defesa de Omena. No rebote, Marquinhos também cortou a marcação e, com a perna esquerda, chutou no canto, sem chances de defesa para o goleiro juventino.
Com a maior parte dos 10.644 pagantes em festa nas arquibancadas, o Timão passou a ter mais espaço ainda nos contragolpes e só não fez o terceiro antes dos 15 minutos porque Carlinhos e Mantuan não capricharam o bastante nas finalizações frente a frente com Omena. O arqueiro do Juve só não pode fazer nada quando, aos 20 minutos, Fabrício Oya chutou de fora da área após cruzamento de Guedes e acertou o ângulo para sacramentar o placar.
Até o encerramento do jogo, as notas de maior destaque ficaram por conta da expulsão de Guilherme Romão, que já estava fora da final por ter levado um amarelo no primeiro tempo. Ele tentou dar uma bicicleta na área e atingiu um adversário, recebendo a segunda advertência. Mesmo com um a menos, no entanto, o Timão segurou o rival, principalmente pela ótima participação do goleiro Filipe.

Spurs buscam virada, garantem vitória na prorrogação e silenciam Cleveland Cavaliers aproveitam início ruim dos visitantes, mas caem de produção. Bola de três de LeBron a 34s do fim do segundo tempo reacende ginásio, mas só adia derrotaSpurs buscam virada, garantem vitória na prorrogação e silenciam Cleveland Cavaliers aproveitam início ruim dos visitantes, mas caem de produção. Bola de três de LeBron a 34s do fim do segundo tempo reacende ginásio, mas só adia derrota

Por Cleveland, EUA

Um confronto válido pela temporada regular, mas que poderia muito bem ter sido nos playoffs. Líder da Conferência Leste, o Cleveland Cavaliers recebeu o San Antonio Spurs, segunda melhor equipe do lado Oeste, e acabou sendo derrotado na prorrogação por 118 a 115.
Kawhi Leonard foi o cestinha da partida na Quicken Loans Arena, com 41 pontos que levaram os Spurs à 34ª vitória. Foi o 12º tropeço dos Cavs (que teve LeBron James e Kyrie Irving como destaques, com 29 pontos cada), o quarto em seus domínios.
LeBron James e Kawhi Leonard NBA (Foto: AFP)LeBron James não evitou derrota dos Cavs para os Spurs, do cestinha Kawhi Leonard (Foto: AFP)
No primeiro quarto, a equipe da casa deu mostras de que talvez não tivesse grande dificuldade para vencer ao abrir nove pontos de vantagem: 33 a 22. O início do segundo quarto, porém, desfez essa impressão. Com quatro minutos, os Spurs tomaram a dianteira em cesta de LaMarcus Aldridge. Ainda assim, o time de Cleveland fechou o primeiro tempo à frente: 58 a 57.
O terceiro período foi equilibrado como o anterior, com constante alternância no placar - a primeira delas, fruto de mais uma boa jogada de Dejounte Murray, novato dos Spurs, que teve participação interessante nos 22 minutos em quadra. Mas, apoiada por sua torcida, a equipe da casa confirmou mais uma vitória parcial, em 90 a 84.
A diferença seria tirada no quarto final. Comandados por Kawhi Leonard, os visitantes viraram o jogo novamente a dez minutos do fim e chegaram a abrir nove pontos, diferença que poderia ser administrada, mas caiu. A 34 segundos do fim, LeBron James recebeu de Kevin Love e chutou de fora do garrafão para empatar (107 a 107) e incendiar novamente a arena de Cleveland.
Os três pontos do empate serviram somente para adiar a derrota, no entanto. No tempo extra, a equipe de San Antonio se reequilibrou, assumiu a frente do placar em uma bola de três de Patty Mills e controlou a partida até fechar a vitória por 118 a 115 e silenciar Cleveland. 
Campanhas
Cavaliers: 30v e 12d (1º no Leste)
Spurs: 34v e 9d (2º no Oeste)
Próximos jogos
Cavaliers: New Orleans Pelicans, segunda-feira, 23, fora de casa
Spurs: Brooklyn Nets, segunda-feira, 23, fora de casa
ROCKETS DOMINAM GRIZZLIES
Marc Gasol bem que tentou – marcou 32 pontos e foi o cestinha da partida –, mas não evitou a derrota do Memphis Grizzlies em casa para o Houston Rockets por 119 a 95. O brasileiro Nenê esteve em quadra por 16 minutos, período suficiente para 12 pontos e três rebotes a favor dos visitantes, que ocupam a terceira colocação da Conferência Oeste.
Campanhas
Grizzlies: 26v e 20d (7º no Oeste)
Rockets: 34v e 13d (3º no Oeste)
Próximos jogos
Grizzlies: Toronto Raptors, quarta-feira, 25, em casa
Rockets: Milwaukee Bucks, segunda-feira, 23, fora de casa
NUGGETS PASSAM PELOS CLIPPERS
O Denver Nuggets passeou diante do Los Angeles Clippers: 123 a 98. O último quarto foi o mais apertado, mas mesmo assim a equipe de Nikola Jokic venceu.
Campanhas
Nuggets: 18v e 24d (8º no Oeste)
Clippers: 29v e 16d (4º no Oeste)
Próximos jogos
Nuggets: Minnesota Timberwolves, domingo, 22, fora de casa
Clippers: Atlanta Hawks, segunda-feira, 23, fora de casa
UTAH JAZZ BATE PACERS
Jogando em casa, o Utah Jazz derrotou o Indiana Pacers por 109 a 100. O brasileiro Raulzinho entrou em quadra, mas não pontuou para a equipe de Salt Lake City, que teve como destaque George Hill, com 30 pontos.
Campanhas
Utah Jazz: 29v e 16d (5º no Oeste)
Pacers: 22v e 21d (7º no Leste)
Próximos jogos
Utah Jazz: Oklahoma City Thunder, terça-feira, 24, em casa
Pacers: New York Knicks, segunda-feira, 23, em casa
BULLS SUPERAM KINGS
Com o brasileiro Cristiano Felício em quadra por 15 minutos, o Chicago Bulls venceu o Sacramento Kings por 102 a 99. O ex-jogador do Flamengo anotou quatro pontos e 10 rebotes para ajudar a parar a equipe de DeMarcus Cousins (cestinha com 42 pontos).
Campanhas
Bulls: 22v e 23d (8º no Leste)
Kings: 16v e 27d (11º no Oeste)

Próximos jogos
Bulls: Orlando Magic, terça-feira, 24, fora de casa
Kings: Detroit Pistons, segunda-feira, 23, fora de casa