O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

FUTEBOL SÊNIOR EM PARNAÍBA

No II turno do Campeonato Cinquentão de Parnaíba já aconteceram dois jogos, todos no Campo do Curtume Cobrasil.

Velha Guarda 1 x 1 Amizade, o amizade vencia por 1 x 0 e o Velha Guarda que é o CAMPEÃO do I turno conseguiu empatar.

Velha Guarda
Amizade



Neste final de semana foi realizado Bradesco x Nova Parnaíba, foi um jogo bom, mais o Bradesco com muitos desfalques foi uma presa fácil, e perdeu por 3 x 1.

Bradesco
Nova Parnaíba
Fotos Blog do Fumanchú e Esporte do Bom

domingo, 25 de setembro de 2016

Com 25 medalhas, PI é vice-campeão geral no Norte/Nordeste de atletismo Desempenho inédito das delegações masculina e feminina rende melhor colocação do estado no torneio. Velocista alagoano Bruno Lins (CT Piauí) é eleito melhor atleta

Por Teresina
Bruno Lins (Foto: Arquivo Pessoal)Atleta do CT Piauí, velocista Bruno Lins conquista quatro ouros e é eleito melhor atleta do Norte/Nordeste (Foto: Arquivo Pessoal)
O Piauí bateu a meta, confirmou as projeções e encerrou o Troféu Norte/Nordeste de atletismo com o seu melhor resultado na história da competição. Pela primeira vez em 40 edições do torneio regional o estado foi campeão geral masculino e 2º colocado feminino, que rendeu o vice no quadro geral de medalhas da competição disputada, no sábado e domingo, em Fortaleza. Campeão nos 100m, 200m e dos revezamentos 4x100m e 4x400m, Bruno Lins (CT Piauí) foi eleito o melhor atleta de todo o torneio por ter acumulado melhor índice técnico.
Considerada uma das equipes mais fortes tecnicamente dos últimos anos, a delegação masculina que representou o Piauí contou com o Bruno Lins e José Carlos Moreira, que disputaram a Olimpíada Rio 2016, como os principais nomes do time este ano.
Aos 29 anos, Bruno Lins encerrou um fim de semana especial na carreira. Depois de ter garantido o ouro nos 100m, a prova mais nobre do atletismo, o corredor alagoano abocanhou a medalha dourada também nos 200m e liquidou a acirrada disputa com os rivais nas provas de velocidade. Lins cravou na final 21s17 e ficou à frente do potiguar Caio Oliveira (21s91s) e do piauiense Jefferson Cerqueira (22s30s), segundo e terceiro colocados, respectivamente. Além da conquista individual, Bruno ainda compôs o time de revezamento do Piauí que venceu a final do 4x400m masculino com o tempo de 3m16s94. Os times de Pernambuco (3m20s96) e Ceará (3m22s60) completaram o pódio nesta ordem.
Piauí Norte/Nordeste de atletismo 2016 (Foto: Arquivo Pessoal)Piauí conquista melhor resultado de sua história no Norte/Nordeste de atletismo (Foto: Arquivo Pessoal)

Quadro geral de medalhas Norte/Nordeste atletismo 2016 (Foto: Reprodução/CBAt)Quadro geral de medalhas no Norte/Nordeste de atletismo (Foto: Reprodução/CBAt)
A força individual feminina do Piauí foi tamanha que, em provas de fundo, como os 3.000m com obstáculos, o estado dominou o pódio da prova. As conterrâneas Bárbara Beatriz Costa (12m13s58), Janiela da Silva Rodrigues (13m58s62) e Marcimina Costa (15m53s24) cruzaram a linha de chegada e subiram ao pódio sem chance para as rivais da Bahia e Ceará, que chegaram logo em seguida.
- Eu disse que vínhamos com o objetivo de ganhar o título geral, mas manteríamos os pés no chão porque sabemos a competência e força das delegações de Pernambuco e Rio Grande do Norte. Nós tivemos um empate de medalhas com a grande potência que é Pernambuco, cada um com 11 medalhas. No critério de desempate, tivemos uma prata a menos e, com isso, eles levaram o 15º título no geral - declarou Fernando Donatan, diretor técnico da Federação Piauiense de Atletismo.
Com 25 medalhas no total, o Piauí encerrou o Norte/Nordeste atrás apenas de Pernambuco, que acumulou 31, sendo 11 de ouro, nove de prata e 11 de bronze. O principal torneio de atletismo da região reuniu 195 atletas de 15 estados, além de convidados do Distrito Federal.

Pintou o 7! Massaranduba bate Felder e emplaca seu sétimo triunfo seguido Brasileiro é superior durante toda a luta e, após abrir um grande corte no supercílio direito do americano, conseguiu a vitória por interrupção médica no terceiro round

Por Direto de Brasília
Franscisco Massaranduba Paul Felder (Foto: Getty Images)Massaranduba derrotou Paul Felder em Brasília (Foto: Getty Images)
Para muitos, o peso-leve (até 70kg) é a categoria mais difícil do Ultimate. Conquistar uma sequência de sete vitórias consecutivas nesta divisão é, certamente, missão das mais espinhosas. Na noite deste sábado,Francisco Massaranduba conquistou tal feito e com autoridade. O brasileiro venceu Paul Felder por nocaute técnico (interrupção médica) aos 2m25s do terceiro round, no card principal do UFC Brasília, após um grande ferimento no supercílio direito do americano, fruto de uma cotovelada recebida no ground and pound no segundo assalto.

E não é uma sequência de vitórias contra rivais inexpressivos. Além de Felder, Massara já venceu nomes como Yancy Medeiros, Ross Pearson e Chad Laprise neste período. O resultado interrompeu a série de dois resultados positivos do americano. Após o anúncio do triunfo, o brasileiro ainda revelou que vai ser pai em breve e emocionou o público que lotou o ginásio Nilson Nelson.

- Eu vou treinar para ser um dos melhores. Eu vou treinar! E outra coisa: eu vou ser pai. E vou ser o melhor pai do mundo. Não contei isso pra ninguém, só pros meus irmãos. Eu vou ser pai! - afirmou, recebendo muitos aplausos do público.
Franscisco Massaranduba Paul Felder (Foto: Getty Images)Franscisco Massaranduba acertou bons chutes em Paul Felder (Foto: Getty Images)


A luta

O início foi de muito estudo. Dois chutes de Felder, um na perna e um no corpo, entraram. Massara respondeu com chute na linha de cintura, mas recebeu o troco na mesma moeda. O brasileiro tentava encurralar o rival e combinou direto e chute na linha de cintura. No contragolpe, levou um soco rodado. Ele soltou uma bomba de esquerda no rosto do rival. Outra esquerda tocou Felder, que clinchou. Massaranduba ganhou a posição de domínio na grade e aplicou algumas joelhadas. Ao se desvencilhar, precisou defender um single leg e foi colocado com as costas na grade, mas inverteu a posição. Felder usava bem os pisões frontais na linha de cintura e chutes altos, mas Massaranduba conseguiu responder bem ás investidas do oponente.

Os dois voltaram para o segundo round trocando golpes na curta distância. Massaranduba seguiu andando para a frente e encontrou o rosto de Felder algumas vezes. O americano se livrou da primeira blitz e entrou com um jab, direto e uppercut na sequência. Os chutes de Felder eram sua maior arma, mas Massara sempre tentava responder na saída. Faltando três minutos para o fim do assalto, o brasileiro conseguiu a queda e caiu na guarda de Felder, que tentou escalar a guarda, mas Massaranduba impediu ao jogar com o quadril bem alto. Uma cotovelada abriu um grande corte no rosto do americano. Massara ganhou a meia-guarda, ensaiou uma americana, golpeou e, ao tentar passa a guarda, deu espaço para o rival. Ele dominou as costas, cinturou, mas perdeu a posição. Felder pressionou na grade, deu uma cotovelada giratória, mas não teve muito tempo para reagir na parcial.

Atrás após dois rounds, Felder tentou tomar mais a iniciativa e passou a controlar o centro do octógono. Massaranduba apenas circulava e recebeu um gancho na linha de cintura. O brasileiro se movimentava bastante, mas não era ativo. Ele recebeu um direto de encontro ao tentar um chute alto, mas absorveu bem. Outro chute alto parou na guarda do brasileiro, que clinchou. Felder chegou a ter a posição de domínio na grade, mas sofreu outra inversão. Com um grande sangramento no rosto, o árbitro central interrompeu o duelo para Felder ser atendido, e o médico não permitiu que ele retornasse. 

Jogador do Miami Marlins morre em acidente de barco Jose Fernández foi encontrado pela polícia local na madrugada deste domingo; Marlins cancelaram jogo

Jose Fernández - Miami Marlins
Jose Fernández jogava no Miami Marlins (Foto: AFP)

RADAR/LANCE!
Miami (EUA)
O arremessador Jose Fernández, do time de baseball Miami Marlins, morreu na manhã deste domingo (25), após um acidente de barco. Os Marlins cancelaram o jogo de hoje contra o Altanta Braves, pela MLB. A franquia se manifestou por meio de um comunicado oficial.

Segundo relatos, a polícia de Miami recebeu um chamado às 3h (horário local). As autoridades encontraram um barco virado após bater em uma das pedras da praia. Três pessoas foram encontradas e, entre elas, estava Fernández. Os policiais ainda estão em busca de sobreviventes.

Fernandez cresceu em Miami e foi a décima primeira escolha dos Marlins em 2011. Ele estava no auge de sua carreira e, aos 24 anos, era um dos grandes destaques da equipe e tinha um futuro promissor pela frente.

Atlético-MG vence em casa e segue caça ao líder. Inter se complica Internacional faz boa apresentação, mas não é páreo para o Atlético e perde por 3 a 1

Atlético MG x Internacional
RADAR/LANCE
Belo Horizonte (MG)
Fechando a 27ª rodada do Brasileirão, o Atlético-MG recebeu o Internacional com o Horto lotado e fez seu dever de casa, vencendo por 3 a 1, somando mais três pontos e seguindo firme sua caça ao líder Palmeiras. O jogo, porém, não foi tão fácil assim. Apesar da derrota, o Internacional conseguiu desempenhar um futebol bem além daquele mostrado nas últimas partidas.

Os gols da partida foram marcados por Fred, Clayton e Lucas Pratto, pela equipe mineira, e por Gustavo Ferraris, descontando para os gaúchos quando a partida marcava 2 a 0. Com o resultado, o Galo vai aos 49 pontos e segue a cinco do líder Palmeiras, que tem 54. Já o Inter, apesar da boa apresentação, amarga sua quarta derrota seguida e permanece na zona de rebaixamento, com 27 pontos na 18ª colocação.

O jogo
Diferente das últimas partidas, o Internacional surpreendeu de forma positiva dentro de campo e começou o duelo como há muito tempo não fazia. Movimentando bastante em campo, o time gaúcho bateu de frente com o Atlético, ameaçou nos chutes de fora da área e até começou a partida criando as melhores situações. O problema era que do outro lado encontrava-se o terceiro colocado da tabela. Muito bem do meio para frente, o Galo mostrava muito entrosamento com seu quarteto ofensivo. E assim que começou a pressionar, foi coroado com o gol. Aos 15 minutos, Robinho colocou a bola na cabeça de Fred, que falhou na primeira tentativa, mas aproveitou o rebote e inaugurou o marcador. Aos 29, Clayton contou com o erro na saída de bola de Ceará e acertou um chute venenoso no canto de Danilo Fernandes. Pouco depois, Gustavo Ferrareis aproveitou a falha de posicionamento dos anfitriões e diminuiu o marcador para o Inter. 2 a 1.

Após o intervalo, o Internacional voltou com mais apetite para tentar a reação. A desatenção atleticana no setor defensivo gerava espaços ao time colorado, que não economizava na hora de finalizar, seja em chutes em pequena ou longa distância. A postura de chamar o adversário para seu campo e tentar matar o jogo com uma jogada em velocidade deixava o jogo muito perigoso para o Galo, diante de um Inter que apresentava mais personalidade e controlava a partida. Até que a individualidade fez a diferença mais uma vez. Pratto, que entrou no lugar de Fred, brigou muito para ficar com a bola na entrada da área, tabelou com o compatriota Dátolo e finalizou no ângulo, marcando o terceiro do Atlético e selando a vitória no Horto. 3 a 1 placar final.

ATLÉTICO-MG 3x1 INTERNACIONAL

Data: 25 de setembro de 2016, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Motivo: 27ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (FIFA)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)

GOLS: Fred, 15'1ºT (1-0); Clayton, 29'1ºT (2-0); Gustavo Ferrareis, 32'1ºT (2-1); Lucas Pratto, 35'2ºT (3-1)
Cartões amarelos: Rafael Carioca, Clayton (CAM); Fernando Bob, Alex (INT)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 20.311 pagantes/R$ 454.475,00

ATLÉTICO-MG: Victor, Carlos César (Patric - 29'2ºT), Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Júnior Urso; Cazares (Dátolo - 19'2ºT), Clayton, Robinho e Fred (Lucas Pratto - 18'2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Ceará; Rodrigo Dourado, Fernando Bob, Alez e Gustavo Ferrareis; Eduardo Sasha (Valdívia - Intervalo) e Aylon. Técnico: Celso Roth.

Zé Ricardo valoriza esforço e 'fator sorte' do Flamengo contra o Cruzeiro Treinador reconheceu que virada teve participação do 'acaso' e citou gol de Guerrero

Gol Guerrero - Flamengo x Cruzeiro
LANCE!
Cariacica (ES)
Há dias em que é preciso um algo a mais para sair com a vitória. Na visão do técnico Zé Ricardo, a sorte acabou sendo esse ingrediente diferencial na virada do Flamengo sobre o Cruzeiro, neste domingo, em Cariacica. 

Sem tirar mérito dos jogadores, o treinador viu um benefício do "acaso" contra a Raposa.

- Uma equipe que quer ser campeã, precisa ter sorte também. Hoje, agregamos isso - citou Zé Ricardo.
O técnico do Flamengo citou que o Flamengo dominou no começo, mas permitiu um crescimento do rival para, então, reagir.

- Começamos bem a partida. O primeiro ataque do Cruzeiro foi lá para os 30 do primeiro tempo. Tínhamos o controle e a equipe do Cruzeiro equilibrou. Trouxemos o Arão um pouco para trás. Mas ficamos bem expostos. O cansaço ficou evidente. Valeu um pouco de sorte, o gol do Guerrero desviou no zagueiro - comentou.

Com a vitória, o Flamengo não deixa o Palmeiras aumentar a vantagem, que segue sendo de um ponto na liderança. O treinador rubro-negro prevê uma briga complicada até o final.

- A sequência de jogos é muito difícil. A cada rodada as coisas podem mudar. Temos que continuar pensando jogo a jogo. O jogo de hoje foi desgastante. O campo estava mais fofo que o normal. O que vai decidir é quem tiver mais equilíbrio. Hoje, soubemos aceitar o gol, buscar o gol e também a vitória - completou Zé Ricardo.

Fluminense se vinga do Corinthians com gol no final e fica perto do G4

Helder Júnior São PauloSP


Eliminado da Copa do Brasil pelo Corinthians há quatro dias, chiando bastante da arbitragem em Itaquera, o Fluminense retornou à Zona Leste de São Paulo na tarde deste domingo e comemorou uma vitória suada. O gol do triunfo por 1 a 0, de Cícero, foi anotado apenas aos 49 minutos do segundo tempo e aproximou o time carioca da zona de classificação para a Copa Libertadores da América do Campeonato Brasileiro.
O Fluminense totaliza agora 43 pontos ganhos, um de vantagem para o Atlético-PR, dois em relação ao Corinthians e só dois atrás do quarto colocado Santos. No sábado, a equipe dirigida por Levir Culpi receberá o Sport em Edson Passos, enquanto a interinamente comandada por Fábio Carille visitará o Botafogo na Ilha do Governador.
Apesar de o confronto deste fim de semana ter sido importante na disputa pelo G4, apenas 18.838 torcedores pagaram ingresso para estar em Itaquera, que tinha um setor interditado e registrou o seu pior público na história. Dentro de campo, a expectativa era de um jogo pegado, principalmente pelas efusivas reclamações do Fluminense no confronto da Copa do Brasil. Desta vez, o protesto contra a arbitragem se resumiu a um lance em que Marcos Júnior se sentiu agarrado por Marquinhos Gabriel dentro da área, no primeiro tempo.
O Corinthians também teve do que reclamar – viu impedimento de Gum no lance do gol de Cícero, originado de uma falta contestada de Lucca em Igor Julião. Mas, com o Fluminense já em seu passado, o time paulista irá se concentrar na sequência da Copa do Brasil antes de voltar a pensar no Campeonato Brasileiro. O duelo de quartas de final com o Cruzeiro iniciará na noite de quarta-feira, em Itaquera.
O jogo – Recepcionado no gramado de Itaquera com gritos de “eliminado”, em clara referência à derrota para o Corinthians na Copa do Brasil, o Fluminense não se intimidou no reencontro com o adversário. Soltou-se logo em direção ao gol onde estava o goleiro Walter, e não Cássio, lesionado de última hora, nem os torcedores organizados corintianos – o setor norte do estádio foi interditado em função dos incidentes do último clássico contra o Palmeiras.
O Corinthians aceitou o jogo aberto proposto pelo Fluminense. A princípio, dependeu das arrancadas de Fagner do lado direito para incomodar o time carioca, porém não demorou a passar mais tempo com a bola nos pés. Faltava objetividade – os comandados de Fábio Carille pouco finalizavam, apesar de rondar a área rival com frequência.
Quando chutou a gol, o Fluminense se mostrou mais perigoso. Aos 24 minutos, Gustavo Scarpa fez boa enfiada de bola pela ponta direita, e Marcos Júnior avançou no meio da dupla de zagueiros do Corinthians para aparecer na frente de Walter, que salvou a sua equipe com uma bela defesa.
A resposta corintiana foi imediata. Em um contra-ataque rápido, o falso centroavante Romero foi lançado na direita (onde se sente mais à vontade), deu um belo drible antes de entrar na área e bateu cruzado. O goleiro Júlio César, quase traído por um desvio no meio do campo, defendeu no susto.
Nos minutos finais do primeiro tempo, o Fluminense pressionou o Corinthians à base de cobranças de escanteios. Em um deles, a polêmica do jogo do meio da semana foi reacendida. Marcos Júnior se sentiu agarrado por Marquinhos Gabriel na segunda trave e desviou o olhar para o árbitro Anderson Daronco, acenando negativamente a cabeça. “Foi pênalti? Foi pênalti? Eu acho que foi”, protestou, já no intervalo.
Outra vez preocupado em jogar futebol na etapa complementar, Marcos Júnior voltou a parar em Walter aos cinco minutos. O substituto de Cássio se esticou todo para, com as pontas dos dedos, evitar que a bola entrasse em uma conclusão cruzada e rasteira do atacante do Fluminense.
Assim como no primeiro tempo, o Corinthians entrou no jogo após alguns minutos e começou a dar trabalho para a marcação visitante. O time da casa agora distribuía melhor a bola em suas investidas, apesar do individualismo de Rodriguinho em alguns momentos. Giovanni Augusto era ainda uma boa opção como homem-surpresa, chegando de trás, embora Romero se mostrasse atrapalhado na hora de tramar jogadas com ele.
Para diminuir o ímpeto corintiano, Levir Culpi recorreu às entradas de Marquinho, Richarlison e Magno Alves nas vagas de Douglas, Marcos Júnior e Wellington. Fábio Carille deu o troco com Lucca no lugar de Marlone, substituição que desagradou à parte do público presente em Itaquera, e trocou o aplaudido Giovanni Augusto por Gustavo mais tarde.
Com essas mudanças, o Corinthians continuou no campo de ataque na maior parte do tempo, pressionando o Fluminense. Esbarrou em algumas falhas de Romero, que arriscou até uma bicicleta, e na dificuldade que Gustavo demonstra ter com a bola nos pés. Os visitantes tentaram aproveitar os espaços oferecidos para contragolpear. E tiveram sucesso aos 49 minutos, quando Cícero ficou com a bola depois de desvios de Gum (em posição de impedimento) e Magno Alves em cobrança de falta (muito contestada) e mandou para dentro.
FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 0 X 1 FLUMINENSE
Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 25 de setembro de 2016, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno (RS)
Público: 18.838 pagantes (total de 19.183)
Renda: R$ 914.004,50
Cartões amarelos: Guilherme Arana, Giovanni Augusto e Gustavo (Corinthians); Henrique, Gum e Pierre (Fluminense)
Gol: FLUMINENSE: Cícero, aos 49 minutos do segundo tempo
CORINTHIANS: Walter; Fagner, Yago, Balbuena e Guilherme Arana; Camacho, Giovanni Augusto (Gustavo), Marquinhos Gabriel, Rodriguinho e Marlone (Lucca); Romero
Técnico: Fábio Carille
FLUMINENSE: Júlio César; Igor Julião, Gum, Henrique e William Matheus; Pierre, Douglas (Marquinho), Cícero e Gustavo Scarpa; Marcos Júnior (Richarlison) e Wellington (Magno Alves)
Técnico: Levir Culpi

RESULTADOS DA SÉRIE " A "

Palmeiras-SP
2x1
24/09/2016 16:00
Coritiba-PR
Sport-PE
1x0
24/09/2016 18:30
Santos-SP
América-MG
1x0
24/09/2016 21:00
Botafogo-RJ
Atlético-PR
3x0
25/09/2016 11:00
Ponte Preta-SP
Figueirense-SC
3x1
25/09/2016 11:00
Santa Cruz-PE
Vitória-BA
2x0
25/09/2016 16:00
São Paulo-SP
Flamengo-RJ
2x1
25/09/2016 16:00
Cruzeiro-MG
Corinthians-SP
0x1
25/09/2016 16:00
Fluminense-RJ
Grêmio-RS
1x0
25/09/2016 16:00
Chapecoense-SC
Atlético-MG
3x1
25/09/2016 18:30
Internacional-RS