O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Em torneio com drone, título das enterradas vai para azarão Robinson III Jogador do Indiana Pacers vence Derrick Jones Jr., do Phoenix Suns, em final de pouco brilho. Aaron Gordon, do Orlando Magic, decepciona com tentativas frustradas

Por Nova Orleans, Estados Unidos

O brilho de 2016 ficou para trás, mas ainda assim o torneio de enterradas do fim de semana do All-Star Game neste sábado teve seus grandes momentos. Ele apresentou dois jovens com uma impulsão impressionante na NBA, a liga americana de basquete. Apesar de muitas tentativas erradas, Glenn Robinson III, do Indiana Pacers, bateu Derrick Jones Jr., do Phoenix Suns, na final com uma cravada digna da competição.
A frustração ficou por conta da participação de Aaron Gordon, do Orlando Magic, que no ano passado protagonizou um embate sensacional com o campeão Zach LaVine, do Minnesota Timberwolves. Ele tentou uma enterrada usando um drone para soltar a bola, mas só converteu a quarta tentativa e somou 38 pontos. Na segunda rodada, sequer completou o movimento.
Glenn Robinson III com o troféu de campeão das enterradas da NBA (Foto: Getty Images)Glenn Robinson III com o troféu de campeão das enterradas da NBA (Foto: Getty Images)
- Fui um azarão em toda a minha vida e toda a minha carreira. Agradeço aos meus companheiros. É um sonho que se torna realidade. Estou me divertindo - afirmou o campeão.
Na primeira rodada, brilhou Robinson, do Indiana Pacers, saltando sobre dois jogadores, um sobre o outro, e enterrando de costas. Ele foi o único a conseguir os 50 pontos nessa fase. DeAndre Jordan, do LA Clippers, usou uma mesa de som e a presença de DJ Khaled fazendo uma selfie para incrementar a enterrada, marcando 41 pontos.
Glenn Robinson III faz a enterrada da vitória (Foto: Reuters)Glenn Robinson III faz a enterrada da vitória (Foto: Reuters)
Jones Jr., do Phoenix Suns, confirmou a expectativa em torno da sua impulsão. Ele saltou sobre uma fila de quatro pessoas e converteu sua segunda tentativa. Ele somou 45 pontos. Na segunda rodada, seu companheiro de time Devin Booker jogou a bola na lateral da tabela ára ele pegar no alto, passar por entre as pernas e cravar para somar 50 pontos, chegando a 95, garantindo vaga na final.
+ Confira a playlist do primeiro dia do fim de semana do All-Star Game

DeAndre Jordan não conseguiu ir além dos 43 pontos na segunda rodada. Assim, Robinson teve sua vida facilitada. Ele fez um 360 graus e colocou o braço na frente dos olhos para somar 41. Assim, fez um total de 91 e se classificou para a final com Jones.
Robinson abriu a final usando o companheiro Paul George. Depois de dois erros, converteu a enterrada e fez 44 pontos. Jones, então, colocou uma fila de três pessoas, e errou suas tentativas. Ainda assim, somou 37 pontos.

Em desvantagem, Jones com uma enterrada de 50 pontos, pegando a bola no ar, passando por entre as pernas e cravando com força. Robinson foi para a sua última tentativa precisando de 44 para vencer o torneio. Mais uma vez, convocou Paul George e incluiu o mascote e uma cheerleader. De primeira, passou por cima, enterrou de costa e fechou com plasticidade a disputa, somando 50 pontos.
Aaron Gordon controla o drone em sua tentativa frustrada (Foto: Reuters)Aaron Gordon controla o drone em sua tentativa frustrada (Foto: Reuters)

Vampeta critica o Corinthians contra o seu Audax: "Pior partida do ano" Ídolo do Timão critica a baixa posse de bola da equipe de Fábio Carille e afirma que, se não melhorar, terá muita dificuldade no Brasileirão

Por São Paulo


Campeão mundial e bicampeão brasileiro no Corinthians, o ex-volante Vampeta não ficou satisfeito com a atuação do Timão neste sábado. O ex-jogador hoje é presidente do Audax, que foi derrotado pelo time do Parque São Jorge por 1 a 0, com gol de Kazim. No entanto, o antigo ídolo criticou a postura da equipe de Fábio Carille e afirmou que, se não melhorar, o Corinthians passará susto no Brasileirão.
- O Corinthians fez a pior partida do ano, recuado. O Audax com muita posse de bola, 67% de posse de bola. Tudo bem, é começo de temporada, um novo trabalho, um novo treinador. Mas podia ter uma posse de bola melhor, agredido mais o Audax. Não vi uma grande partida por parte do Corinthians. A tendência é evoluir. É isso que a gente espera, um Corinthians forte. Se jogar desse jeito no Campeonato Brasileiro, é perigo - disse o ex-jogador do Timão.
Com a vitória, o Corinthians chegou a nove pontos e assumiu a liderança do Grupo A do Paulistão. Na próxima quarta-feira, o Timão faz clássico contra o Palmeiras, em Itaquera.
Audax x Corinthians Pablo (Foto: Marcos Rilbolli)Pablo, do Corinthians, tenta escapar da marcação do Audax (Foto: Marcos Rilbolli)

Bellator 172: Pitbull vence Thomson com nocaute aos 40 seg do Round 2 Brasileiro conectou uppercut e levou adversário à lona na luta principal do evento. Maurício Alonso frustra estreia de Koscheck e nocauteia americano no primeiro round

Por Las Vegas

Patricky Pitbull, Bellator 172 (Foto: Bellator MMA)Patricky Pitbull comemora vitória sobre Thomson (Foto: Bellator MMA)
O combate entre Fedor Emelianenko e Matt Mitrione, que seria a luta principal do Bellator 172, foi cancelado horas antes do evento começar, por conta de problemas de saúde do americano. Na nova luta principal, o brasileiro Patricky Pitbull nocauteou Josh Thomson aos 40 segundos do segundo round. Aproveitando a oportunidade, o potiguar ainda enviou um recado a Michael Chandler, campeão da divisão:
- Para mim é uma grade vitória nocautear um cara como o Josh. Gosto dele, é um ótimo cara, estou muito feliz pelo meu desempenho no Bellator. Talvez um cara que esteja em casa assistindo essa luta e chorando é o Michael Chandler, então cale a boca e f.... - declarou o lutador.
A luta
O duelo começou com os lutadores se estudando no centro do cage. Thomson foi o primeiro a arriscar chutes baixos, acertando a perna do brasileiro. O americano soltou chute alto, que ficou na guarda de Pitbull. O brasileiro respondeu com um chute baixo e os dois se embolaram. Pitbull andou pra frente, mas jabs ficaram na guarda do americano. Josh tentou novo chute baixo e Pitbull respondeu com dois jabs. O brasileiro acertou um overhand de direita, que derrubou Josh. Ele tentou completar o serviço, mas Thomson se levantou. Lutadores foram para o clinch e Thomson acertou novo chute alto. Fim de round.
No segundo assalto, Pitbull conectou chute baixo. Thomson soltou um jab, mas Pitbull o derrubou com dois socos no corpo e um na cabeça. O americano tentou se recuperar, mas após uma cabeçada acidental, o brasileiro conectou novo uppercut, levando Thomson ao chão e finalizando com duas marretadas até o árbitro John McCarthy encerrar o combate, aos 40 segundos do round.
Com a vitória deste sábado, Patricky chega a 16 vitórias e oito derrotas. Já Thomson agora tem 22 triunfos, nove derrotas e uma luta sem resultado.
KOSCHECK É NOCAUTEADO POR MAURÍCIO ALONSO

Josh Koscheck, Bellator 172 (Foto: Reproducao Instagram)Josh Koscheck foi nocauteado em sua estreia pelo Bellator (Foto: Reprodução Instagram)
Outro brasileiro do card, Maurício Alonso conseguiu uma vitória importante em seu retorno à organização. Ele nocauteou Josh Koscheck, que fazia a sua estreia pela companhia. 
Koscheck iniciou o duelo tentando impor pressão, mas Alonso conseguiu controlar a distância e passou a acertar boas combinações de socos e chutes baixos. Quase no final do round, o curitibano acertou uma direita que balançou Koscheck e passou a perseguir o americano dentro do cage. Com um uppercut, Alonso derrubou Koscheck novamente, obrigando o árbitro John McCarthy a interromper o combate aos 4min42seg do R1. 
Com a vitória deste sábado, Alonso agora conta com um cartel de 13 vitórias e sete derrotas. Ele estreou pelo Bellator em setembro de 2015, e foi derrotado por Nick Pica. Após vencer Mike Pearson, pelo CFC 2, em abril de 2016,  e Justin Baesman, pelo Dragon House 23, em agosto, o atleta da Striker’s House voltou ao Bellator neste sábado, dessa vez pelo peso-meio-médio. 
Já Koscheck assinou com o Bellator em 2015 e não lutava desde a derrota para Erick Silva, em março daquele ano, pelo “UFC: Maia x La Flare”. O atleta da “Dethrone Base Camp” amargou a sexta derrota seguida na carreira e, aos 39 anos, tem um cartel de 17 vitórias e 11 revezes.

Confira os resultados completos:

BELLATOR 172

San José, Califórnia (EUA)

CARD PRINCIPAL
Patricky Freire venceu Josh Thomson por nocaute aos 40 seg do R2
Cheick Kongo venceu Oli Thompson na decisão unânime (30x26, 30x25, 30x25)
Anatoly Tokov venceu Francisco France por nocaute aos  2min24seg do R2
Veta Arteaga venceu Brooke Mayo por nocaute técnico aos 4min04seg do R3
Mauricio Alonso venceu Josh Koscheck por nocaute aos 4min42seg do R1
CARD PRELLIMINAR
Nikko Jackson venceu Cesar Gonzalez na decisão unânime (29x28, 30x27, 30x27)
J.J. Okanovich venceu Zach Andrews por finalização aos 2min26seg do R2
James Terry venceu J.C. Llamas na decisão unânime (30x27, 30x27, 30x27)
Gaston Bolanos venceu Abner Perez por nocaute aos 4min53seg do R1
Diego Herzog x Martin Sano foi declarado empate majoritário (28x27, 28x28, 28x28)
Justin Tenedora venceu Roque Reyes por finalização aos 4min59seg do R2

Gigante de 2,21m de altura, Porzingis vence o desafio de habilidades Jogador do New York Knicks brilha na final no confronto com Gordon Hayward, do Utah Jazz, e garante mais uma vitória para os homens grandes da NBA

Por Nova Orleans, Estados Unidos
Parece que os homens grandes da NBA, a liga americana de basquete, estão cada vez mais evoluídos. No desafio de habilidades, o letão Kristaps Porzingis, de 2,21m de altura, levou o título da competição ao bater na final o ala Gordon Hayward, do Utah Jazz. Na temporada passada, Karl-Anthony Towns, de 2,13m, havia sido o campeão.
Kristaps Porzingis mostra habilidade para vencer o primeiro desafio da noite de sábado (Foto: Reuters)Kristaps Porzingis mostra habilidade para vencer o primeiro desafio da noite de sábado (Foto: Reuters)
- Estou feliz em representar bem os homens grandes e as minhas cidades. Consegui o troféu - comentou o vencedor do desafio.
+ Confira a classificação + tabela de jogos + estatísticas+ Confira a grade de programação completa da NBA no Brasil
+ NBA League Pass: assine e assista a jogos ao vivo
+ Veja os produtos oficiais dos times na Loja NBA.com+ Acompanhe o dia a dia e as principais notícias da NBA

Porzingis vem em franca evolução em sua segunda temporada no New York Knicks, perto de assumir o posto de principal estrela do time. Para chegar na final, ele eliminou DeMarcus Cousins, do Sacramento Kings, Nikola Jokic, do Denver Nuggets, na chave dos homens grandes.

Do outro lado da chave, formada por alas e armadores, Hayward bateu os favoritos John Wall, do Washington Wizards, e Isaiah Thomas, do Boston Celtics, vice-campeão do desafio na temporada passada.
+ Confira a playlist do primeiro dia do fim de semana do All-Star Game

Na final, em uma disputa equilibrada, Porzingis bateu Hayward acertando seu arremesso de três pontos de primeira. Os dois chegaram juntos na última etapa do desafio, mas o jogador do Knicks venceu com a pontaria afiada.

Porzingis já havia sido um dos destaques do Jogo dos Novatos na sexta-feira. Ele marcou 24 pontos e pegou 10 rebotes na vitória do Time Mundo sobre o Time EUA por 150 a 141.

São Paulo empata com o Mirassol; Santos perde para a Ferroviária na Vila

A festa era para ser pela estreia de Lucas Pratto. E teve comemoração, após o argentino fazer seu primeiro gol no Morumbi. Mas no fim, o Mirassol saiu com um sorriso.
Foto - Gazeta Press
Neste sábado, o São Paulo abriu 2 a 0 na partida, mas sucumbiu na segunda etapa e sofreu o empate em 2 a 2 nos acréscimos. Além de Pratto, Rodrigo Caio fez para o time tricolor, enquanto Rafhael Lucas e Xuxa garantiram a igualdade para o clube do interior. 
As duas equipes voltam a campo no meio de semana. O São Paulo enfrenta o São Bento na terça-feira, às 20h30, no Morumbi. Já o Mirassol encara o São Bernardo, no ABC, às 17h. na quarta-feira.
O São Paulo abriu o placar aos oito minutos do primeiro tempo. Cueva abriu para Bruno na direita. O lateral cruzou e Lucas Pratto, entre dois zagueiros, conseguiu cabecear para abrir o placar. O time tricolor fez o segundo gol também de cabeça: Maicon cruzou, e Rodrigo Caio marcou.
Aos 30 minutos da etapa final, o Mirassol diminiu com Rafhael Lucas. O atacante conseguiu roubar a bola de Maicon, que tentou driblá-lo, e tocou na saída de Sidão para diminuir. 
O time do interior criou boas chances na segunda etapa e quase empatou após Sidão errar na saída e chutar em cima de um rival - Bruno conseguiu afastar a tempo e mandar para escanteio. E praticamente no último lance, Xuxa conseguiu o empate. 
Santos perde para a Ferroviária na Vila
O Santos não perdia na Vila Belmiro pelo Paulistão desde 2013. Por qualquer competição, não perdia duas em casa em sequência desde 2014. Não perdia. No passado.
Depois de ser derrotado pelo São Paulo na quarta-feira, o Santos vacilou de novo neste sábado. Com direito ao estreante Cleber expulso, a equipe de Dorival Júnior sucumbiu e acabou batida pela Ferroviária por 1 a 0.
O único gol do jogo saiu no segundo-tempo, marcado pelo zagueiro Leandro Amaro, que teve passagem pelo palmeiras entre 2010 e 2012.
O dia foi de estreia no Santos. Depois de tomar três gols e não achar o ataque do São Paulo na quarta-feira, Dorival resolveu mexer em seu setor defensivo e promoveu a estreia de Cleber, ex-Corinthians e que estava no Hamburgo-ALE.
O zagueiro foi decisivo para o placar, mas pelo motivo errado. Com 20 segundos da etapa final, tomou amarelo por parar contra-ataque da Ferroviária. Aos 22 minutos, perdeu a bola e, de novo, teve que parar contra-ataque com falta. Tomou o segundo amarelo e acabou expulso.
Quem também entrou em campo pelo Santos pela primeira vez em 2017 foi Ricardo Oliveira. O centroavante tinha perdido as primeiras partidas do ano por conta de uma caxumba que atrapalhou sua pré-temporada.
No primeiro tempo, ele até balançou as redes. Aos 36 minutos, Cleber mandou de cabeça para o meio da área, e Ricardo Oliveira apareceu sozinho para empurrar para as redes. O lance dificílimo acabou anulado por conta de um impedimento do centroavante santista.
Na Vila Belmiro, a Ferroviária não teve medo de ‘jogar feio' e se defendeu como pôde. Quando se viu com um jogador a mais, viu a esperança de conseguir mais que um empate.
Aos 28 minutos do segundo tempo, Alan Mineiro cobrou escanteio pela direita e Leandro Amaro subiu muito mais que Thiago Maia para colocar a bola nas redes.
Com a derrota, o Santos segue com 6 pontos e cai para terceiro no grupo D, deixando a zona de classificação para as quartas de final. A próxima chance de recuperação é já na terça-feira, em Itu, contra o Ituano.
Já a Ferroviária, do estreante técnico PC Oliveira, também comandante da seleção brasileira de futsal, consegue sua primeira vitória e vai a 4 pontos, assumindo a vice-liderança do grupo B. O próximo compromisso é na quarta-feira, em Araraquara, contra o Santo André.

Fonte: ESPN

São Paulo empata com o Mirassol; Santos perde para a Ferroviária na Vila

A festa era para ser pela estreia de Lucas Pratto. E teve comemoração, após o argentino fazer seu primeiro gol no Morumbi. Mas no fim, o Mirassol saiu com um sorriso.
Foto - Gazeta Press
Neste sábado, o São Paulo abriu 2 a 0 na partida, mas sucumbiu na segunda etapa e sofreu o empate em 2 a 2 nos acréscimos. Além de Pratto, Rodrigo Caio fez para o time tricolor, enquanto Rafhael Lucas e Xuxa garantiram a igualdade para o clube do interior. 
As duas equipes voltam a campo no meio de semana. O São Paulo enfrenta o São Bento na terça-feira, às 20h30, no Morumbi. Já o Mirassol encara o São Bernardo, no ABC, às 17h. na quarta-feira.
O São Paulo abriu o placar aos oito minutos do primeiro tempo. Cueva abriu para Bruno na direita. O lateral cruzou e Lucas Pratto, entre dois zagueiros, conseguiu cabecear para abrir o placar. O time tricolor fez o segundo gol também de cabeça: Maicon cruzou, e Rodrigo Caio marcou.
Aos 30 minutos da etapa final, o Mirassol diminiu com Rafhael Lucas. O atacante conseguiu roubar a bola de Maicon, que tentou driblá-lo, e tocou na saída de Sidão para diminuir. 
O time do interior criou boas chances na segunda etapa e quase empatou após Sidão errar na saída e chutar em cima de um rival - Bruno conseguiu afastar a tempo e mandar para escanteio. E praticamente no último lance, Xuxa conseguiu o empate. 
Santos perde para a Ferroviária na Vila
O Santos não perdia na Vila Belmiro pelo Paulistão desde 2013. Por qualquer competição, não perdia duas em casa em sequência desde 2014. Não perdia. No passado.
Depois de ser derrotado pelo São Paulo na quarta-feira, o Santos vacilou de novo neste sábado. Com direito ao estreante Cleber expulso, a equipe de Dorival Júnior sucumbiu e acabou batida pela Ferroviária por 1 a 0.
O único gol do jogo saiu no segundo-tempo, marcado pelo zagueiro Leandro Amaro, que teve passagem pelo palmeiras entre 2010 e 2012.
O dia foi de estreia no Santos. Depois de tomar três gols e não achar o ataque do São Paulo na quarta-feira, Dorival resolveu mexer em seu setor defensivo e promoveu a estreia de Cleber, ex-Corinthians e que estava no Hamburgo-ALE.
O zagueiro foi decisivo para o placar, mas pelo motivo errado. Com 20 segundos da etapa final, tomou amarelo por parar contra-ataque da Ferroviária. Aos 22 minutos, perdeu a bola e, de novo, teve que parar contra-ataque com falta. Tomou o segundo amarelo e acabou expulso.
Quem também entrou em campo pelo Santos pela primeira vez em 2017 foi Ricardo Oliveira. O centroavante tinha perdido as primeiras partidas do ano por conta de uma caxumba que atrapalhou sua pré-temporada.
No primeiro tempo, ele até balançou as redes. Aos 36 minutos, Cleber mandou de cabeça para o meio da área, e Ricardo Oliveira apareceu sozinho para empurrar para as redes. O lance dificílimo acabou anulado por conta de um impedimento do centroavante santista.
Na Vila Belmiro, a Ferroviária não teve medo de ‘jogar feio' e se defendeu como pôde. Quando se viu com um jogador a mais, viu a esperança de conseguir mais que um empate.
Aos 28 minutos do segundo tempo, Alan Mineiro cobrou escanteio pela direita e Leandro Amaro subiu muito mais que Thiago Maia para colocar a bola nas redes.
Com a derrota, o Santos segue com 6 pontos e cai para terceiro no grupo D, deixando a zona de classificação para as quartas de final. A próxima chance de recuperação é já na terça-feira, em Itu, contra o Ituano.
Já a Ferroviária, do estreante técnico PC Oliveira, também comandante da seleção brasileira de futsal, consegue sua primeira vitória e vai a 4 pontos, assumindo a vice-liderança do grupo B. O próximo compromisso é na quarta-feira, em Araraquara, contra o Santo André.

Fonte: ESPN

Corinthians supera o Audax fora de casa e chega com moral para o Derby

O Corinthians conseguiu uma importante vitória na tarde deste sábado, diante do perigoso Osasco Audax, na casa do adversário, e ganhou o moral que buscava para encarar o clássico contra o Palmeiras. 
Foto: Ale Cabral/AGIF
Ao som de “É quarta-feira”, data do Derby, os alvinegros construíram mais um triunfo por 1 a 0, que tem virado padrão em 2017. Dessa vez, o gol foi anotado pelo inglês naturalizado turco Kazim, que anotou pela primeira vez em partidas oficiais.
Com o resultado, o clube de Parque São Jorge chega a nove pontos conquistados em 12 disputados no Paulistão, assumindo a liderança do Grupo A, dois à frente do Ituano, que perdeu por 1 a 0 para o Novorizontino. O AUdax, por sua vez, amarga seu terceiro jogo sem vencer após disparar 4 a 2 sobre o São Paulo na estreia.
Na próxima rodada, os comandados de Fábio Carille terão pela frente o jogo mais esperado pela torcida nesta primeira fase de Campeonato Paulista: o Derby contra o Palmeiras, na quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no estádio de Itaquera, pela quinta rodada do Estadual. O time de Osasco, por sua vez, vai encarar o Botafogo-SP, fora de casa, no estádio Santa Cruz, a partir das 19h30.

Fonte: Gazeta Esportiva