O melhor do esporte é aqui !

CURTA A FANPAGE NO FACEBOOK

sexta-feira, 18 de abril de 2014

No último mês de contrato com o Galo, Richarlyson tem duas propostas na mão Figueirense e Goiás já fizeram contato para ter lateral-esquerdo/volante

Superesportes

Richarlyson trocará de clube em 2014 (Rodrigo Clemente/EM/D.A Press)
Richarlyson trocará de clube em 2014
O contrato de Richarlyson com o Atlético se encerra no dia 30 de abril. Como o presidente Alexandre Kalil já afirmou que o jogador não terá seu vínculo renovado, o lateral-esquerdo/volante está próximo de deixar o Galo.

Dois clubes já fizeram proposta oficial para Richarlyson, Figueirense e Goiás, ambos da Série A do Brasileirão. Ainda não há uma definição sobre o futuro do jogador.

“Temos recebidos vários contatos, ligações. Mas não tem nada definido”, afirma o empresário de Richarlyson, Júlio Fressato, ao Superesportes.

O polivalente jogador passou por uma cirurgia no joelho esquerdo em outubro do ano passado. O seu contrato terminaria em dezembro, mas foi prorrogado para que ele fizesse a recuperação completa na Cidade do Galo.

Richarlyson chegou ao Atlético em 2011. São 122 partidas disputadas pelo clube e três gols marcados. Ele está com 31 anos.

Diego Costa e Miranda marcam, Atlético vence o Elche e joga pressão no Real Atacante supera corte na perna, cola em Cistiano Ronaldo na briga pela artilharia e lidera Colconeros em mais uma "decisão". Líder, time abre seis pontos sobre o Real

Por Madri

Está difícil segurar o Atlético de Madrid, e com Diego Costa em campo, a missão dos adversários fica ainda mais complicada. O atacante passou a última semana se recuperando de uma ferida na perna, mas mostrou nesta sexta-feira que já está recuperado. O jogador fez um dos gols da vitória por 2 a 0 sobre o Elche, na abertura da 34ª rodada do Campeonato Espanhol. O zagueiro Miranda, ex-São Paulo, também deixou sua marca. O resultado deixa os Colchoneros com seis pontos de vantagem sobre o segundo colocado Real, que só entrará em campo na quarta-feira.
O Atlético precisa de mais três vitórias nas quatro rodadas restantes para confirmar o título. Diego Costa e companhia chegaram a 85 pontos na tabela de classificação, o Real Madrid tem 79, e o Barcelona, que jogará no domingo contra o Athletic Bilbao, no Camp Nou, está com um a menos que os merengues. O atacante já marcou 27 gols na competição e fez apenas um a menos que Cristiano Ronaldo, atualmente o artilheiro isolado do Espanhol com 28.
Diego Costa Atlético de Madri x Elche (Foto: AFP)Diego Costa comemora o segundo gol do Atlético de Madrid na partida (Foto: AFP)

ELCHE INCOMODA MAIS

O Atlético de Madrid ficou devendo no primeiro tempo. Os 45 minutos iniciais serviram para Diego Costa mostrar que já está recuperado de qualquer problema de lesão. O atacante começou bem, se movimentando, correndo e tentando criar chances de gol. O brasileiro naturalizado espanhol chegou a acertar a rede pelo lado de fora. Mas os mandantes raramente chutavam. O Elche marcava bem e soube esperar o momento certo para mostrar suas garras.
Aos poucos, com tentativas de fora da área, os visitantes foram testando o goleiro Courtois. Márquez, aos 24 minutos, fez o belga se esticar e jogar a bola para escanteio. Após a cobrança, Sapunaru cabeceou, e o arqueiro fez grande defesa em dois tempos. Os sustos fizeram o time colchonero acordar. Aos 41, uma jogada irregular quase os deixou em vantagem. Juanfran cruzou da direita, Diego Costa cabeceou, e David Villa, em posição de impedimento, conseguiu perder um gol espetacular.
Miranda Atlético de Madri x Elche (Foto: AFP)Miranda cabeceia para abrir o placar no Vicente Calderón (Foto: AFP)

ATLÉTICO ACORDA, E BRASUCAS BRILHAM

O técnico Diego Simeone deve ter reclamado bastante durante o intervalo. O Atlético voltou muito mais audacioso para a segunda etapa e quase chegou ao gol nos minutos iniciais. Aos quatro minutos, Raúl García cavou um pênalti, o árbitro confirmou, mas David Villa cobrou e perdeu. Os atleticanos não se abalaram e seguiram pressionando, especialmente pelo lado direito do ataque. O comandante argentino ainda não estava satisfeito e começou a imprimir mudanças. O treinador fez as três substituições possíveis nos primeiros 15 minutos.
Vendo que estava sendo bem marcado, Diego Costa passou a usar a malandragem, abusando das jogadas mais ríspidas, uma marca em seu estilo. O atacante fez com que dois rivais levassem cartões amarelos, mas também foi punido por se irritar com Rivera ao ser derrubado duas vezes seguidas em uma tentativa de avanço ao ataque. Ao contrário do que ocorreu no primeiro tempo, o Atlético pressionava a todo instante, e o Elche não passava do meio de campo. Demorou, mas o gol saiu.
Diante de uma defesa bem fechada, os Colchoneros apelavam para os cruzamentos. Aos 26 minutos, após cobrança de escanteio, Miranda subiu, cabeceou de longe, mas colocou força suficiente para fazer a bola passar pelo goleiro e ir parar no fundo da rede. 1 a 0 para o Atlético. Diego Costa construiu e fez o segundo gol. Aos 45 minutos, o atacante foi derrubado na área, cobrou o pênalti com categoria, e fez 2 a 0 para delírio dos torcedores que lotaram o Vicente Calderón.

Diego Costa Atlético de Madri x Elche (Foto: AFP)Diego Costa sofreu com a forte marcação, mas não deixou de mostrar sua habitual disposição (Foto: AFP)

Exame de Everton Costa aponta inflamação no músculo cardíaco Previsão de alta passou para a próxima terça, diz médico do Vasco. Clube contrata especialista para acompanhar o caso e promete mais explicações neste sábado

Por Rio de Janeiro


O atacante Everton Costasegue internado no hospital Quinta D'or, em São Cristóvão, após o susto da última quarta-feira. Durante a vitória sobre o Resende, por 1 a 0, o jogador sofreu uma convulsão com quadro de arritmia cardíaca e precisou deixar São Januário de ambulância(relembre no vídeo ao lado). Após uma série de exames, no entanto, o clube começa a entender o caso. Segundo nota oficial divulgada pelo cruz-maltino no início da noite desta sexta-feira, a ressonância magnética do miocárdio (coração) do jogador detectou uma miocardite (processo inflamatório do músculo cardíaco). Foi essa alteração que causou a arritmia.
O Vasco, aliás, contratou um especialista para acompanhar de perto o caso de Everton. O cardiologista Gustavo Gouvea e o diretor médico do clube, Clóvis Munhoz, vão conceder uma entrevista coletiva no próximo sábado, após a estreia do clube na Série B do Campeonato Brasileiro contra o América-MG, para dar mais explicações sobre o assunto. 
Everton Costa Twitter Vasco (Foto: Twitter)"#ForçaEverton" ganha as redes sociais (Foto: Twitter)
Everton Costa se recupera bem e segue internado na unidade semi-intensiva do hospital. A expectativa inicial era que ele fosse liberado nopróximo domingo, mas, segundo o médico Rômulo Teixeira, a previsão de alta passou para terça-feira. O quadro do atleta é estável.
- O prognóstico de alta a gente não dá certeza de uma data, mas a princípio se tem a proposta inicial não para domingo, mas para terça-feira. Vai depender como está a evolução. Evoluindo como está, há possibilidade de alta mais rápida - frisou Rômulo em entrevista à Rádio Globo.

Pelo Twitter, o perfil oficial do Vasco criou uma campanha de apoio para a recuperação do atacante com a hashtag #ForçaEverton e divulgou a imagem nas redes sociais.

Segundo o chefe do Departamento de Arritmias Cardíacas da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (Socerj), Luiz Eduardo Camanho, Everton já poderia ter uma arritmia leve, já que os exames só constatam quando o quadro é mais "grosseiro". Vale lembrar que o atacante foi contratado pelo Vasco em janeiro e não apresentou nenhuma alteração em seus exames. Assim como também nada havia sido constatado pelo departamento médico das outras equipes que o atleta defendeu, como Bahia, Coritiba e Santos.

Musa do UFC, Miesha Tate fala sobre Liz Carmouche, Ronda, Dana, namoro e Brasil 'Cupcake' conversou com o Superesportes e afirmou que odeia a campeã Ronda Rousey

Túlio Kaizer, Lucas Rage, José Cândido Júnior e Vicente Ribeiro
Superesportes


Miesha Tate está confiante para a luta contra Liz Carmouche e diz que quer lutar no Brasil no futuro (Mike Roach/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
Miesha Tate está confiante para a luta contra Liz Carmouche e diz que quer lutar no Brasil no futuro

Miesha Tate é uma das grandes estrelas do UFC na atualidade. A musa, que nutre uma eterna rivalidade com a campeã do peso galo feminino, Ronda Rousey, lutará neste sábado contra Liz Carmouche, no UFC on FOX 11, em Orlando, buscando a primeira vitória na organização. Mas, antes do evento no Amway Center, a ‘Cupcake’, como é chamada, conversou com a reportagem doSuperesportes.

CLIQUE AQUI E VEJA FOTOS SENSUAIS DA MUSA MIESHA TATE

Miesha precisa da vitória para voltar a sonhar com o cinturão dos galos e uma trilogia com Ronda Rousey, considerada pelo presidente do UFC, Dana White, a maior estrela da organização. Para isso, um triunfo contra Carmouche é fundamental para a ex-campeã do Strikeforce.

Durante o bate-papo com o Superesportes, Tate se mostrou extremamente confiante para um triunfo contra Carmouche e ressaltou que não existe teatro em sua rivalidade com Ronda Rousey, que existe desde a época do Strikeforce. “A gente se odeia mesmo”. 

Confira a entrevista completa com a musa Miesha Tate

Superesportes: Qual a expectativa da luta contra Liz Carmouche?
Miesha Tate: Eu espero chegar lá e vencer. Estou empolgada com a chance de apresentar um grande desempenho. Acho que o meu estilo de luta e o da Liz são compatíveis e nós vamos proporcionar uma luta empolgante. 

Você acredita que será um duelo de sobrevivência, já que vem de duas derrotas seguidas no UFC? 

Acho que toda vez que um lutador sobe no octógono ele está tentando provar algo. Não acho que vir de uma ou duas derrotas faz muita diferença, você está lá para dar 100%, e não existe maneira de dar mais do que isso, independente de você ter ganho ou perdido a última luta. Acho que todo lutador, quando entra no octógono, espera dar 100% de si. Eu farei isso, acho que ela também fará isso, e o resultado será uma grande luta.

Como vê a luta com a Carmouche? Sabe os pontos fracos dela? 
Acho que os pontos fracos dela estão na técnica. Ela comete alguns erros técnicos, pois ela tenta usar a força demais. Ela é uma garota muito poderosa, e isso é ótimo, mas a maioria das vezes os lutadores que tentam usar a força bruta para conseguir seus movimentos frequentemente se abrem para que alguém mais técnico os desarme. É o que eu quero fazer no sábado, desarmá-la em toda e qualquer área.

Mudando de assunto, fale sobre sua rivalidade com Ronda Rousey. É tudo real? Vocês se odeiam mesmo? 
Sim, a gente se odeia mesmo. Não tem nada de teatro.

Miesha Tate e Ronda Rousey começaram a rivalidade no Strikeforce e realizaram encarada histórica (Divulgação/Strikeforce)
Miesha Tate e Ronda Rousey começaram a rivalidade no Strikeforce e realizaram encarada histórica

Quem será capaz de vencê-la? Carano? Cyborg? Você? 

Acho que a Cyborg destruiria a Ronda. Sei que a Cyborg é conhecida por ser uma garota muito forte, é isso que as pessoas veem nela e é nisso que elas focam. Mas ela também é uma lutadora surpreendentemente técnica também. As pessoas geralmente não notam isto, pois ficam embasbacadas com o quão forte ela é. Mas se você parar para prestar atenção na técnica dela quando ela luta, você vai notar que a técnica dela é muito boa. Não acho que a Ronda seria capaz de entrar na guarda dela, muito menos agarrar a Cyborg e jogá-la no chão.

Você é uma das musas do UFC. Considera-se um símbolo sexual? 
Eu não me considero um símbolo sexual, mas acho que as outras pessoas sim! (risos). Eu não me vejo ou penso em mim mesma desta forma, mas eu me considero orgulhosa por ser uma mulher. Não há nada de errado em ser mulher, colocar maquiagem, usar salto-alto e vestidos. Garotas normais fazem isso o tempo todo (risos), e no meu caso não é diferente. Eu não me considero nem um pouco diferente de uma garota normal, mas o fato de eu lutar aparentemente muda as coisas na cabeça de algumas pessoas. 

Como avalia o primeiro ano do MMA feminino no UFC?
Acho que o primeiro ano foi ótimo para as mulheres no UFC, realmente conquistamos o nosso espaço. O ano inicial serviu realmente como um teste para vermos se as mulheres continuariam no UFC ou não, e eu definitivamente acho que mandamos bem, os fãs estão gostando e acho que as mulheres vieram para ficar. 

Como é sua relação com Dana White?
O Dana é excelente, não consigo imaginar um chefe melhor! (risos) Ele é bem legal, e para um cara tão bem-sucedido quanto ele, é impressionante ver que ele é bastante pé no chão. Ele conversa com você como se fosse um chefe, e sim como se fosse um amigo seu, e isso é bem legal. Ele está sempre disponível, sempre que eu ligo ou mando uma mensagem para ele, ele responde na hora. Eu sei que ele é um cara ocupado, mas ele definitivamente toma conta dos seus lutadores, e isso é bem legal.

Você já treinou no Brasil. Gosta do país? 
Treinei aí sim, treinei no Team Nogueira e na X-Gym. Eu achei ótimo, fiquei aí por cerca de um mês, assisti a um dos eventos do UFC. Achei muito legal, eu aproveitei muito e espero voltar em breve.

Tem vontade de lutar para os fãs brasileiros? 
Eu adoraria lutar para os fãs brasileiros (risos). Acho que os fãs brasileiros são uns dos mais apaixonados do planeta, assim como os lutadores. Eu ia achar bem legal lutar no Brasil, só espero que eles não fiquem me dizendo que eu vou morrer! (risos)

Como é namorar um lutador do UFC?
Eu gosto do fato de estar com alguém que me entende, e acho que ele também gosta de ter alguém que o entende, não só na luta, mas tudo o que acontece até a luta, das dietas os treinamentos, o ganho de peso e o próprio octógono (risos). É alguém com quem você pode lidar com as vitórias e derrotas, do tipo "eu estive lá, sei como você se sente". Quando ele está no octógono lutando, eu estou confiante, pois sei o quão bom ele é.

Você fica aflita antes das lutas de Bryan Caraway?
Eu não fico nervosa e preocupada com o fato dele se ferir ou ficar machucado, eu sei que isso pode soar frio, que a maioria das namoradas ficariam tipo "oh meu deus, ele vai se machucar!", mas eu não ligo, pois sei que ele é super-super durão. Eu não me preocupo com o dano físico que ele possa sofrer, mas fico pensando "cara, se ele perder, o quão difícil vai ser para ele, pois ele treinou muito". Essa é a parte que me incomoda e que me preocupa quando ele luta.

Quem se preocupa mais nas lutas, você com ele ou ele com você?
Definitivamente ele, ele é o protetor do casal (risos).

Portuguesa deixa gramado, e jogo contra o Joinville é interrompido Aos 16 minutos de partida, vem a ordem para que a Lusa deixe o gramado para atender a determinação judicial. Liminar em vigor devolve pontos a time paulista

Por Jonville, SC

A estreia da Portuguesa na Série B do Campeonato Brasileiro, contra o Joinville, foi paralisada por ordem judicial. Durante o primeiro tempo, com respaldo de uma liminar obtida por um torcedor na 3ª Vara Cível do Foro Regional da Penha, o delegado responsável pelo jogo interrompeu o jogo aos 16 minutos. 
Na última quinta-feira, essa decisão, uma tutela antecipada, determinou que fossem devolvidos os quatro pontos perdidos pela Lusa na Série A do ano passado pela escalação irregular do meia Héverton, na última rodada, contra o Grêmio. Isso livraria a equipe do rebaixamento que foi determinado em julgamento no STJD, em dezembro.
Durante o primeiro tempo, o filho do presidente da Portuguesa, Ilídio Lico, levou a liminar às mãos do delegado da partida, Laudir Zermiani. Minutos depois, ele interrompeu a partida. O técnico da equipe paulista, Argel Fucks, recebeu a notícia e, sem hesitar ou se surpreender, tirou imediatamente o time de campo. 
- Por que começou o jogo, então? - perguntou um atleta do Joinville, ao saber que a liminar não havia sido cassada, para em seguida ouvir um pedido de calma de Argel.
Os jogadores da Lusa foram para o vestiário, o que revoltou os torcedores na arquibancada. Eles gritaram “vergonha!” e mostraram notas de dinheiro, cobrando pelo valor dos ingressos.
- Sou funcionário da Portuguesa. É uma decisão do presidente, do departamento de futebol, tenho que acatar - disse Argel.
Ao GloboEsporte.com, na última quinta, Ilídio Lico havia declarado que a equipe entraria em campo, mesmo com a liminar, caso a CBF não respondesse o pedido de adiamento do jogo. Disse que tinha respeito pelo público e pelo futebol. Porém, assim que a partida teve início, Lico foi notificado de que estava descumprindo uma ordem judicial e poderia responder criminalmente por isso. Imediatamente, entrou em contato com o filho, Marcos Lico, e pediu que o time saísse de campo.
Logo depois, o presidente do Joinville, Nereu Martinelli, afirmou que recebeu por meio do vice-presidente da CBF na região Sul, o catarinense Fábio Nogueira, o aviso de que a única pessoa capacitada para receber essa notificação seria o presidente da CBF, José Maria Marin.
Joinville x Portuguesa  (Foto: Karen Couto/RBS TV)Delegado da partida com a liminar que interrompe o jogo
(Foto: Karen Couto/RBS TV)
Martinelli procurou o delegado da partida, que foi ao vestiário da Portuguesa e deu alguns minutos para que o time paulista voltasse a campo. No entanto, prevaleceu a ordem vinda de São Paulo para que não houvesse jogo.
Quando o trio de arbitragem deixou o gramado, sob proteção policial, os torcedores também começaram a ir embora.
- Conversamos antes da partida com os diretores da Portuguesa, falamos para eles discutirem só na terça-feira a legitimidade da liminar. Até porque a Portuguesa é simpática, tem essa diretoria nova. Outras liminares já foram cassadas, e essa vai ser com certeza. Quem vai ser prejudicada é a Portuguesa - alertou o presidente do Joinville.
O árbitro da partida Marcos André Gomes da Penha (ES) disse que entregará a súmula da partida em branco para que a CBF resolva o que fazer. 

Vice jurídico pede demissão

A decisão do presidente Ilídio Lico de mandar o time da Portuguesa a campo causou o pedido de demissão do vice jurídico do clube, Orlando Cordeiro de Barros. Ele havia alertado que isso seria um descumprimento de uma ordem judicial.

- Há uma liminar da Justiça. Isso tem efeito de lei e tínhamos de cumpri-la. Se não fosse favorável a nós, eu também defenderia seu cumprimento. É uma questão de postura. A minha era irredutível e, como o presidente decidiu ir ao contrário, estou saindo do cargo - disse o vice em entrevista à “Folha de S. Paulo”.

CBF divulga tabela detalhada da segunda fase da Copa do Brasil Assim como na etapa anterior, equipe que vencer o primeiro jogo fora de casa por dois ou mais gols de diferença se classifica sem a necessidade da partida de volta

Por Rio de Janeiro

A primeira fase da Copa do Brasil ainda tem oito confrontos indefinidos, mas a CBF já colocou em seu site oficial a tabela detalhada com as datas, locais e horários dos jogos da etapa seguinte, que terá início no dia 22 de abril, com o confronto entre Paraná e Ponte Preta, às 19h30, no Estádio Durival de Britto, e se estenderá até 24 de julho. Lembrando que na segunda fase também vale o critério que classifica o time que vencer a primeiro partida fora de casa por dois ou mais gols de diferença sem a necessidade do jogo de volta.  
Os duelos pendentes da fase anterior serão realizados até o dia 8 de maio. Como Ceará e Sport disputaram simultaneamente a Copa do Nordeste e o Estadual, seus jogos contra o Parnahyba e o Brasília (que participa do Campeonato Brasiliense e está na final da Copa Verde), respectivamente, pela Copa do Brasil, tiveram que ser adiados. Por conta da interrupção no calendário do futebol brasileiro em função da Copa do Mundo, a segunda fase da Copa do Brasil será disputada inicialmente até o dia 15 de maio, sendo retomada no dia 23 de julho. 

Confira abaixo os confrontos da próxima semana

Terça-feira, 22/4
Joinville x Novo Hamburgo, 19h30, Arena Joinville - jogo de volta/1ª fase
Paraná x Ponte Preta, 19h30, Durival de Britto - jogo de ida/2ª fase

Quarta-feira, 23/04
América-RN x Boavista, 19h30, Arena das Dunas - jogo de volta/1ª fase
Brasiliense x Princesa do Solimões, 20h30, Elmo Serejo Farias - jogo de volta/1ª fase
Tupi-MG x Fluminense, 22h, Mário Helênio - jogo de ida/2ª fase
CRB x São Paulo, 22h, Rei Pelé - jogo de ida/2ª fase

Quinta-feira, 24/04
Santa Rita x Potiguar, 19h30, Olival Elias - jogo de ida/2ª fase

Imprensa espanhola insiste no fim do ciclo do Barcelona, mas perdoa Neymar Apesar de todas as críticas contra o time, atacante brasileiro foi poupado pelos jornalistas espanhóis

Gazeta Press

Três derrotas seguidas foram suficientes para o Barcelonamergulhar em crise. Após a derrota para o Real Madrid na final da Copa do Rei nesta quarta-feira, a equipe catalã apanhou também dos jornais espanhóis, que não pouparam críticas à postura abatida dos blaugranano revés por 2 a 1 para o maior rival. O principal alvo, como não poderia deixar de ser, é o atualmente irreconhecível Lionel Messi, enquanto Neymar ainda tem crédito.

Veja mais:

Real Madrid vence Barcelona e conquista a Copa do Rei
Manchester City tropeça e Liverpool agradece
Monaco quer trio de craques do Campeonato Espanhol
Liga dos Campeões é na tela do Ei Plus! Acesse e saiba mais!

Segundo o diário As, o argentino é a "personificação da crise" do Barcelona. O Mundo Deportivo lamentou a "inexplicável ausência futebolística de Leo Messi", e o Marca fez coro, afirmando que a quarta-feira marcada pela final disputada no estádio Mestalla foi "outro dia sem Messi", já que o craque "não foi nem a sombra do jogador de antes".

Em matéria maior, o jornal da capital Madrid ainda analisa "o fim do ciclo triunfal culé", sem citar muitos jogadores, mas questionando o planejamento da diretoria azul e grená sobre o rumo do clube.Já o tratamento a Neymar é mais brando. O brasileiro foi visto como um dos únicos a se entregar pela vitória no clássico e seu chute na trave foi caracterizado como um "final amargo" para a boa campanha que fez pelo Barça na Copa do Rei. O segundo tempo chegou a ser elogiado inclusive pelos jornais da capital espanhola.

Mas se a imprensa do país viu o atacante "se movimentar entre as linhas, fazer tabelas, se desmarcar e principalmente encarar" a defesa do Real, também não deixou de lembrar o duelo pessoal entre o camisa 11 e Gareth Bale, responsável pelo gol do título merengue. A comparação se dá pela quantia paga nos dois promissores atletas e no papel secundário que assumem em suas equipes. O Marca ainda lembra que o brasileiro foi contratado na metade do último ano para resolver todos os problemas do Barça, mas "o tempo mostrou que não foi suficiente".

Toda esta maré de repreensão nasceu quando o time da Catalunha foi eliminado pelo Atlético de Madrid nas quartas de final da Liga dos Campeões, na última semana. De lá para cá, a derrota para o Granada pelo Campeonato Espanhol e outro revés para o Real Madrid nesta quarta-feira só contribuíram para o aumento das críticas.

Os três tropeços podem seguidos podem culminar em uma temporada sem um título expressivo para o Barça, o que não acontece desde a temporada 2007-08. A última chance de levantar uma taça nos próximos meses é o Campeonato Espanhol, mas para ter chance de vencê-lo a equipe depende de tropeços de Atleti e Real, os dois primeiros colocados.

Críticas ultrapassam fronteiras - O descontentamento da imprensa com o atual futebol do Barcelona não é exclusividade espanhola. O italiano Gazzetta dello Sport analisa que a equipe catalã "precisava de uma mudança de ritmo, talvez de uma jogada de Messi, mas o argentino confirmou o torpor de suas últimas performances".

O Corriere dello Sport é mais incisivo, relatando que "Messi estava em campo, mas nunca entrou no jogo. Ele é o símbolo perfeito da crise que assola sua equipe" e que o Barcelona está assim porque "os jogadores que alcançaram o topo do mundo estão muito cansados. Não só Messi, mas Xavi, Mascherano, Dani Alves, Cesc (Fabregas). Desta vez, a equipe está realmente acabada".

Bolt tira o chapéu para gol de Bale: 'É o gol que qualquer velocista no mundo gostaria de marcar' Homem mais rápido do mundo, Bolt é um grande fã de futebol

Yahoo Esporte Interativo

O gol que Bale marocu na final da Copa do Rei, contra o Barcelona, espantou a todos pela velocidade que o atleta alcançou já na etapa final da partida, até mesmo ao homem mais rápido do mundo. Recordista mundial das provas de 100 e 200 metros, o jamaicano Usain Bolt elogiou o jogador do Real Madrid em entrevista ao jornal Marca.

Veja também:
Bale correu 59 metros em 7,2 segundos!
Imprensa espanhol critica Barcelona, mas perdoa Neymar
Monaco quer trio de craques do Campeonato Espanhol
Liga dos Campeões é na tela do Ei Plus! Acesse e saiba mais!

"Foi um gol incrível. Ele mostrou uma velocidade fantástica para deixar o zagueiro para trás, além de toda a calma para colocar a bola entre as pernas do goleiro. É o tipo de gol que qualquer velocista no mundo gostaria de marcar", disse Bolt.

Torcedor declara do Manchester United, Bolt já cogitou ser jogador de futebol profissional, mas até agora não recebeu nenhuma oportunidade para tentar mostrar que tem talento.

Médico que morreu na PB trabalhava de graça para ajudar clube da cidade Dorivaldo Pereira acompanhava os jogadores do Santa Cruz, de forma voluntária, há seis anos. Morreu ao atender mais um chamado: ser médico em jogo do Paraibano

Por João Pessoa

Dorivaldo Pereira, médico Santa Cruz-PB, na ambulância (Foto: Rammom Monte / GloboEsporte.com/pb)Solícito, Dorivaldo atende pedido do diretor do Santa e vai à Graça: chega ovacionado pela torcida presente 
(Foto: Rammom Monte / GloboEsporte.com/pb)
O telefone tocava mais uma vez. Era o diretor de futebol do Santa Cruz de Santa Rita, César Wellington, que ligava pedindo ajuda ao médico Dorivaldo Pereira, que já dormia em sua casa. A presença dele era solicitada para que a partida do time da cidade contra o Auto Esporte pudesse ser realizada. O médico inicialmente escalado faltara e era necessário um substituto para que a bola pudesse rolar. Sempre solícito, o "doutor", como era conhecido pelos santarritenses, descumpriu o pedido da esposa e foi ao Estádio da Graça, em João Pessoa. Ele nunca desligava o telefone. E atendeu a mais este pedido. Morreria pouco mais de duas horas depois, quando passou mal no local do jogo e não resistiu à uma embolia pulmonar que evoluiu para uma parada cardíaca.
Médico passa mal no jogo Auto x Santa Cruz, pelo Campeonato Paraibano (Foto: Rammom Monte/GloboEsporte/pb)Dorivaldo chega ao campo bem humorado e sorri para o árbitro enquanto mostra sua identificação  (Foto: Rammom Monte/GloboEsporte/pb)
Morador há 45 anos do município de Santa Rita (que faz parte da Grande João Pessoa), o médico era conhecido pelo seu trabalho voluntário e pela forma como atendia a população da cidade. Prestava há pelo menos seis anos serviços gratuitos e voluntários ao Santa Cruz, pelo simples prazer de ajudar a agremiação que representa Santa Rita no Campeonato Paraibano de Futebol; e costumava atender também toda a população local.
Natural de Itambé, Pernambuco, ele se mudou para João Pessoa para estudar medicina. Era o seu sonho de criança. Isto porque, ao nascer, perdeu a mãe no parto. E depois que cresceu, decidiu que queria ser obstetra para evitar que outras mulheres sofressem do mesmo problema que afetou a sua vida.
- A minha avó morreu no parto dele. Então meu pai decidiu que viveria para evitar este tipo de morte. Ele não queria que nenhuma mulher tivesse o mesmo destino de sua mãe e morresse no parto - destaca Dorivaldo Júnior, se referindo à história que muitas vezes foi contada pelo seu pai.
Velório Médico, Treinador Wamberto Firmino, Dorivaldo Junior (Foto: Hévilla Wanderley / GloboEsporte.com/pb)Dorivaldo Júnior e o treinador do Santa, Wamberto Firmino, conversam no velório e relembram histórias do médico que amava Santa Rita
(Foto: Hévilla Wanderley / GloboEsporte.com/pb)
Depois, o filho contra outra história curiosa sobre o pai. No ano passado, ambos se debruçaram num levantamento e descobriram que o pai foi responsável por pelo menos 10 mil partos feitos na região em quatro décadas e meia de atuação profissional, cumprindo assim o propósito que tinha para sua vida.
- É curioso, mas meu pai foi homenageado por muitas das pacientes que ele atendeu. Muitas delas deram aos seus filhos o seu nome. A cidade tem hoje muitos outros Dorivaldos - declarou o filho, emocionado, durante o velório do pai.
Relação com o Santa Cruz
Dorivaldo Pereira nem era torcedor fanático do Santa Cruz de Santa Rita. Muito pelo contrário, era flamenguista de coração. Mas adorava a cidade que escolheu para viver mais da metade de sua vida (ele morreu aos 72 anos). E por isto, na última década passou a se dedicar mais ao clube símbolo da cidade.
César Wellington, diretor de futebol do Santa Cruz (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco)César Wellington, diretor de futebol do Santa-PB (Foto: Reprodução / TV Cabo Branco)
O Santa Cruz foi bicampeão paraibano em 1995 e 1996, mas depois disto entrou em crise e extinguiu seu futebol profissional. Voltou em 2009, disputando a 2ª divisão do Campeonato Paraibano, e desde então teve em Dorivaldo um "médico voluntário". 
E por coincidência, sua morte acontece justamente no ano em que o time finalmente conseguiu reestrear na elite do futebol paraibano, após conquistar em 2013 o vice-campeonato da divisão de acesso.
De acordo com o diretor de futebol do Santa Cruz, César Wellington, o médico tinha uma relação muito especial com o clube: 
- Quando era preciso, ele ia aos jogos. Aos treinos. Cuidava dos jogadores. Passava medicação e nunca cobrava nenhum centavo pelo atendimento. Fazia isto unicamente para nos ajudar - relembra César.
Quando era preciso, ele ia aos jogos. Aos treinos. Cuidava dos jogadores. Passava medicação e nunca cobrava nenhum centavo" 
César Wellington, diretor do Santa Cruz, falando da relação do médico com o clube
 E para se ter uma ideia da importância que ele tinha para o clube, toda a comissão técnica, os dirigentes e boa parte do elenco compareceu ao seu velório. 
A apresentação e os treinamentos foram cancelados apenas para que o time pudesse se despedir do "doutor". 
- Ele sempre ajudou todos nós. E não ajudou só o time. Todo cidadão de Santa Rita que precisasse, podia contar com ele. Nós mesmos nunca recebíamos um não. Desde o começo do campeonato deste ano, o doutor se propôs a nos ajudar. Ontem ligamos de última hora e ele foi prontamente para a Graça – contou César Wellington.
Velório Médico, jogadores Santa Cruz-PB (Foto: Hévilla Wanderley / GloboEsporte.com/pb)Jogadores e comissão técnica do Santa Cruz vão ao velório de Dorivaldo (Foto: Hévilla Wanderley / GloboEsporte.com/pb)
Dorivaldo, inclusive, era uma figura bastante conhecida na cidade. Foi vereador por dois mandatos, secretário de Saúde em duas oportunidades e dirigiu o hospital municipal da cidade. Ao entrar no Estádio da Graça, na quarta-feira, pouco tempo antes de morrer, ele era a última esperança para que o jogo pudesse ser realizado. E teve o último momento de contato com a população da cidade que amava.
Médico passa mal no jogo Auto x Santa Cruz, pelo Campeonato Paraibano (Foto: Rammom Monte/GloboEsporte/pb)Médico passa mal durante o jogo e morre em hospital (Foto: Rammom Monte / GloboEsporte/pb)
Foi aplaudido pela torcida. E sorridente, retribuiu a gentileza. Achando engraçado o fato do médico do jogo ter se transformado em protagonista do confronto. Sentou no banco de reservas do time adversário, o Auto Esporte, e foi "repreendido" pelo treinador do Santa, Wamberto Firmino, que em tom de brincadeira o questionou por sentar ao lado dos adversários. Foi a deixa para a última piada:
- Professor, é bom porque daqui eu fico mais perto para reclamar do bandeirinha - declarou sorrindo, enquanto se levantava e ia em direção ao banco do Santa Cruz.

Três minutos depois, começou a passar mal. Foi amparado pelos jogadores dos dois clubes e levado à ambulância. De lá foi para o hospital, onde morreu menos de uma hora depois.